PUBLICIDADE
Topo

Aline Dahlen vira campeã de fisiculturismo e diz como saiu queimada do BBB

Aline Dahlen vence campeonato de fisiculturismo em Londres - Reprodução/Instagram
Aline Dahlen vence campeonato de fisiculturismo em Londres Imagem: Reprodução/Instagram

Felipe Pinheiro

De Splash, em São Paulo

08/12/2021 04h00

Com a cara e a coragem, Aline Dahlen se mudou para a Inglaterra a fim de reconstruir a vida. Neste ano, veio a consagração: ela foi campeã em dois campeonatos de fisiculturismo, sendo o último o WBFF European Champion, em Londres. No Brasil, Aline, que também é atriz, ficou conhecida pela participação no "BBB 14" - sendo a detentora do maior índice de rejeição daquela temporada do reality show.

Ela estava em luto quando chegou à Europa. A mãe havia morrido de câncer ao final de 2017, depois de praticamente um ano internada. Para ficar com a mãe doente, a atleta pediu afastamento do programa que fazia na TV Pampa, afiliada da RedeTV! em Porto Alegre, mas os meses foram passando, e ela teve de fazer uma escolha.

Aline Dahlen se mudou para a Inglaterra após a morte da mãe. - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Aline Dahlen se mudou para a Inglaterra após a morte da mãe.
Imagem: Reprodução/Instagram

"Perdi o posto no programa que fazia porque optei por ficar com a minha mãe. Não me arrependo. A gente viveu um ano triste, mas ao mesmo tempo muito feliz para a nossa relação. Sempre fomos melhores amigas. Acertamos as contas, se é que tínhamos alguma para acertar", diz.

Os amigos que moram em Londres a chamaram para uma temporada na capital da família real britânica. Nessa época, Aline já treinava na academia. "Eu me mudei para tentar espairecer, não queria ficar na casa da minha mãe. Eu estava com problemas psicológicos também, me sentindo fraca. Eu queria sumir", lembra.

Antes da pandemia de covid-19 endurecer, em janeiro, ela e uma amiga juntaram algumas economias e viajaram de férias para Dubai, nos Emirados Árabes. "Entrou em lockdown e fomos obrigadas a ficar por lá. Vimos que tinha uma competição. Pensei: 'Aqui ninguém sabe quem eu sou. Se eu perder, ninguém vai saber'".

Eu era o patinho feio na escola, então tinha muito medo da rejeição. Não gosto de falhar.

"Fizemos uma preparação de 10 dias, o que é pouco. Olhamos as competidoras no dia do ensaio e minha amiga falou: 'Acho que vai rolar'. Troquei para a categoria de wellness [para competidoras com físico atlético] e fiquei em primeiro lugar. Eram 300 atletas entre homens e mulheres", conta ela sobre a competição.

A vitória no DXB Muscle Classic Champion de Dubai lhe rendeu contratos com patrocinadores, como marcas de proteínas e de roupas. Aline havia encontrado o caminho certo depois de penar na carreira como atriz após o "Big Brother Brasil". "Depois de anos de trabalho, alguém disse que eu era boa naquilo", comemora.

De volta a Londres, ela se preparou intensamente por 20 dias para o WBFF European Champion. Eram três horas diárias na academia e uma alimentação restrita, pesada por gramas, e 10 litros de água por dia durante uma semana. Deu certo.

Perseguição do Boninho?

Aline Dahlen com Boninho em 2014 após sair do 'BBB' - Reprodução - Reprodução
Aline Dahlen com Boninho em 2014 após sair do 'BBB'
Imagem: Reprodução

Aline Dahlen era atriz formada e havia feito algumas participações em novelas da Globo. Surgiu um convite para entrar no "BBB" de 2014. Em busca de um lugar ao sol na vitrine da maior emissora do país, ela aceitou. Mas, em vez de se tornar a vilã da novela das 21h, a atleta foi pintada como uma bruxa má da vida real.

Aline culpa a edição do reality show da Globo pela fama ruim com a qual saiu do programa. Ela acredita ter sido perseguida pelo diretor Boninho e que em certo momento do confinamento frustrou as expectativas do diretor.

"Fiquei mais na minha porque tinha uma galera [de participantes]. Ouvi comentários de que ele ficou um pouco incomodado porque tinha gostado do meu vídeo de inscrição. Quando as pessoas foram saindo, eu pude dialogar, e aí mostrar quem eu era. Mas acho que já tinha um ranço", diz. "E eles conseguiram a vilã que estavam precisando em um 'Big Brother' morno. Eu acho que foi isso".

Para ela, muito do que aconteceu naquela edição do reality foi para tirá-la do eixo. A ex-BBB exemplifica: "Todo mundo podia lavar o cabelo na pia menos eu. Daí descontava um monte de estalecas. Era um horror".

"Emprestei um brinco de pérola que ganhei da minha mãe para uma das meninas. Ela usou, tirou o brinco e colocou na mesa de cabeceira. Depois teve a limpeza, quando voltamos para a casa tinham recolhido o brinco. Nós duas pedimos várias vezes o brinco para produção, mas eu nunca mais vi. Eu poderia ter brigado com ela por isso, mas não o fiz. Sabia que não era culpa dela".

A rejeição no "BBB 14"

Aline Dahlen diz que não conseguia mais trabalhos como atriz após repercussão negativa no 'BBB 14' - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Aline Dahlen diz que não conseguia mais trabalhos como atriz após repercussão negativa no 'BBB 14'
Imagem: Reprodução/Instagram

Aline praticamente não tinha filtros e foi eliminada com 80% dos votos. Depois que saiu da casa, como aconteceu com Karol Conká no "BBB 21", é que ela sentiu o peso da rejeição em sua carreira como atriz.

"Procurei agentes de atores e não quiseram trabalhar comigo. Um deles me falou: 'É difícil construir uma imagem, depois quebrá-la e reconstruí-la. Teria que quebrar muita pedra para fazer acontecer. Não vai rolar'. Eu até agradeço, porque pelo menos ele foi sincero. Desisti. Depois de tomar esse não, voltei para o sul e rolou o convite da RedeTV!".

Já os haters das redes sociais eram mais fáceis de lidar. O conselho que seguiu foi de Luciana Gimenez.

"Ninguém merece abrir o Instagram e ver xingamento gratuito. Bloqueio mesmo. Aprendi com a Luciana Gimenez. Hoje em dia falam que fui injustiçada. Acho que mudou um pouco a cabeça de quem assiste ao programa. Talvez hoje em dia eu não seria a bruxa malvada", conclui.