PUBLICIDADE
Topo

Irmão de Marília chegou a negar participação dela em música: 'Voltei atrás'

Lucas Pasin

De Splash, no Rio

03/12/2021 04h00

João Gustavo, irmão de Marília Mendonça, dá um grande passo na carreira nesta sexta-feira (3). Ao lado de sua dupla, Dom Vittor, ele lançará música e videoclipe de "Calculista", muito esperada pelos fãs por contar com a participação da "rainha da sofrência". As imagens foram gravadas em maio, na casa da cantora, e o lançamento, após a morte da artista, foi autorizado por Ruth Dias, mãe de Marília e Gustavo.

A primeira entrevista da carreira de Dom Vittor e Gustavo, que formaram a dupla em 2020 e ainda não estrearam nos palcos, aconteceu em um papo com Splash. Os jovens de 20 anos sabem da responsabilidade de estar com os olhos dos fãs de Marília voltados para eles, e, apesar da pouca experiência, falam com firmeza sobre a vontade de viver da música.

Para Gustavo, realizar um lançamento musical e seguir na profissão é honrar um desejo também da irmã.

Quando a Marília morreu, imaginei que o projeto musical da dupla tinha acabado. Não fazia sentido continuar. Se ela não está aqui para me ver, por que vou fazer? Virei essa chave conversando com a minha mãe. Ela nos passou muita força e incentivou que a gente continuasse. Era a vontade da Marília. Se a gente parasse, tudo seria em vão, e não paramos.

Marília Mendonça e o irmão, João Gustavo - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Marília Mendonça e o irmão, João Gustavo
Imagem: Reprodução/Instagram

Os sertanejos resolveram formar a dupla sem contar com a ajuda de Marília Mendonça. A artista tinha avisado o irmão que não queria mais saber de agenciar artistas. No entanto, ao ver Dom Vittor e Gustavo tão dedicados, ela voltou atrás. Além de empresariar os cantores, partiu dela o pedido para participar de "Calculista" — o que quase foi negado.

"O Gustavo me ligou contando que a Marília tinha ouvido 'Calculista' e tinha pedido para participar, e perguntou o que eu achava. Ele estava em dúvida porque tínhamos combinado de estrear sem ter participações, para termos nosso mérito próprio. Mas você está doido? Era a Marília Mendonça pedindo para cantar com a gente, e ele quase negou. Falei para ele aceitar na hora", lembra Dom Vittor.

Gustavo, então, obedeceu o colega. "Voltei atrás e aceitei", conta.

Trabalhar com a irmã, mesmo que por pouco tempo, rendeu ao sertanejo uma série de ensinamentos. Ele lembra com carinho dos conselhos ditos pela "patroa".

O que ela me aconselhou que eu mais levarei para a vida é sobre ter sinceridade, personalidade, e não querer subir em ninguém. Minha irmã sempre tentava nos proteger, resolvia todos os problemas da dupla e falava: 'Ninguém mexe com os meus meninos, não'.

Gustavo continua: "O complicado de continuar na música sem ela é não ter mais essa proteção. A dupla tinha uma 'mãe' que nos abraçava com unhas e dentes. Perdemos isso, e muitas vezes não sabemos como seguir."

Dom Vittor e Gustavo formaram dupla no fim de 2020; eles ainda não estrearam nos palcos - Divulgação - Divulgação
Dom Vittor e Gustavo formaram dupla no fim de 2020; eles ainda não estrearam nos palcos
Imagem: Divulgação

Abraçados pela equipe de Marília

Se antes do acidente Dom Vittor e Gustavo eram empresariados por Marília Mendonça, agora, em relação ao agenciamento, eles podem seguir despreocupados. A dupla tem contado com o apoio da Workshow, escritório que cuidava da sertaneja e de uma série de outras duplas, como Henrique e Juliano, e Maiara e Maraisa. Os cantores, inclusive, planejam entrar para o time do escritório musical.

"Está 90% definido que assinaremos também contrato com a Workshow. Existe uma conversa e interesse. Eles abraçaram demais a gente", conta Gustavo.

A banda e produtores de Marília Mendonça também farão parte da carreira da dupla, algo que já vinha sendo preparado em vida pela sertaneja.

Ficamos sabendo, depois que a Marília morreu, que ainda em vida ela chamou toda a banda dela e pediu para eles nos ajudarem. Abriríamos os shows dela e eles fariam o nosso também. Todo mundo já tinha aceitado, conta Dom Vittor.

Gustavo lembra que um dos "empurrões" para que ele não desistisse da música veio de Júnior Campi, produtor e baterista da irmã, agora parte de sua equipe. "Ele me mandou mensagem dizendo: 'Mano, sei que está difícil, mas a gente está aqui. Queremos estar com vocês, viu?'. Aquilo foi um sinal de que teríamos mesmo que continuar, e estamos agora juntos."

Os próximos planos

Dom Vittor e Gustavo contam estar "vivendo um dia de cada vez". Após o lançamento de hoje com "Calculista", a dupla fará sua estreia nos palcos no fim de semana seguinte. Eles cantam com Henrique e Juliano no dia 9 de dezembro, em um show no Villa Country, em São Paulo, e, nos dois dias seguintes, 10 e 11, se apresentam ao lado de Maiara e Maraisa no Centro de Tradições Nordestinas (CTN), também em São Paulo.

Para 2022, além de uma turnê que terá homenagens para Marília Mendonça, Dom Vittor e Gustavo planejam outras composições que fizeram em parceria com a artista. O irmão da eterna rainha da sofrência antecipa:

Já temos em mente um outro single que será tão especial quanto esse para os fãs da Marília. Será uma composição com ela. Depois o plano é fazer show e gravar um DVD. Seguiremos o nosso trabalho na música com muita dedicação. A palavra de ordem é 'orgulhar', e faremos isso para a minha irmã.