PUBLICIDADE
Topo

Cantora Marília Mendonça morre aos 26 anos em acidente de avião em MG

Lucas Pasin, Rodolfo Vicentini e Ed Wanderley

De Splash, em São Paulo

05/11/2021 16h30Atualizada em 05/11/2021 20h58

A cantora Marília Mendonça morreu hoje aos 26 anos em um acidente de avião na zona rural de Piedade de Caratinga (309 km a leste de Belo Horizonte, em Minas Gerais). A informação foi confirmada a Splash pelo Corpo de Bombeiros. A Polícia Militar de Minas Gerais confirmou que o produtor, tio da cantora, piloto e co-piloto também morreram no acidente.

"O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais informa que nesta sexta (5) ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga. O CBMMG confirma que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais", diz a nota dos Bombeiros.

"Com imenso pesar, confirmamos a morte da cantora Marília Mendonça, seu produtor Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, do piloto e co-pilto do avião, os quais iremos preservar os nomes neste momento. O avião decolou de Goiânia com destino a Caratinga/MG, onde Marília teria uma apresentação esta noite. De momento, são estas as informações que temos.", confirmou também a assessoria. Famosos lamentaram a tragédia.

Os Bombeiros confirmaram que o piloto se chamava Geraldo Martins de Medeiros e co-piloto, Tarciso Pessoa Viana.

O restante da banda de Marília Mendonça fez o trajeto de ônibus. A artista saiu de Goiânia (GO) e se apresentaria hoje à noite em Caratinga (MG).

Acidente será investigado

A Splash, o atendimento da PEC Aviação, empresa que faz transporte regular de passageiros por táxi aéreo, confirmou ser dona da aeronave. No entanto, ainda não há posicionamento oficial da empresa quanto ao acidente.

Fabricado em 1984, o modelo C90A da Beech Aircraft tem capacidade para seis passageiros e estava em situação regular, segundo a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

A Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) confirmou em nota que abriu investigação sobre o incidente. Leia abaixo a nota.

Investigadores do Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA 3), localizado no Rio de Janeiro (RJ), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), foram acionados para realizar a ação inicial do acidente envolvendo a aeronave de matrícula PT-ONJ, nesta sexta-feira (05), em Caratinga (MG). Na Ação Inicial os investigadores identificam indícios, fotografam cenas, retiram partes da aeronave para análise, ouvem relatos de testemunhas, reúnem documentos, etc. Não existe um tempo previsto para essa atividade ocorrer, dependendo sempre da complexidade da ocorrência. O objetivo das investigações realizadas pelo CENIPA é prevenir que novos acidentes com características semelhantes ocorram. A conclusão das investigações terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade de cada ocorrência e, ainda, da necessidade de descobrir os fatores contribuintes.

Marília Mendonça morre aos 26 anos; relembre a trajetória da cantora

Carreira de sucesso e "sofrência"

Marília nasceu em Cristianópolis, em Goiás, e foi criada na capital do estado. Seu começo na música foi como compositora. Entre os hits que ela escreveu antes da fama estão "Minha Herança" (João Neto & Frederico), "Muito Gelo, Pouco Whisky" (Wesley Safadão), "Até Você Voltar", "Cuida Bem Dela", "Flor e o Beija-Flor" (Henrique & Juliano), "Ser Humano ou um Anjo" (Matheus & Kauan), "Calma" (Jorge & Mateus) e "É Com Ela Que Eu Estou" (Cristiano Araújo).

Ela estreou como cantora em 2014 com um EP homônimo. O primeiro single foi "Impasse", com participação da dupla Henrique & Juliano. Já o álbum de estreia chegou em 2016, com "Marília Mendonça: Ao Vivo" — com os hits "Sentimento Louco" e "Infiel".

Marília ficou conhecida como a rainha da "sofrência" e um ícone do "feminejo" por falar em suas letras sobre amores perdidos e relacionamentos que não deram certo.

Em março de 2017, veio o segundo projeto completo, "Realidade", que contou com mais sucessos, como "Amante Não Tem Lar" e "De Quem É A Culpa". O DVD "Todos Os Cantos" saiu em 2019 e foi novamente um hit, chegando ao topo das listas no Brasil.

Um dos projetos mais recentes da cantora foi o "Patroas", com a dupla Maiara e Maraisa. A turnê foi anunciada em outubro deste ano e já tinha ingressos à venda para uma turnê em 2022. Durante a pandemia, a cantora bateu um recorde com uma live que registrou mais de 3,3 milhões de pessoas ao mesmo tempo e ainda ajudou a sertaneja a colocar 34 músicas no Top 200 do Spotify.

Marília Mendonça deixa um filho, Léo, que completará dois anos em dezembro, fruto do relacionamento com o cantor Murilo Huff.