PUBLICIDADE
Topo

Mary, de As Galvão, foca na carreira solo e não contará à irmã

Mary, da dupla Irmãs Galvão, em participação no "Altas Horas" - Manuela Scarpa/Brazil News
Mary, da dupla Irmãs Galvão, em participação no 'Altas Horas' Imagem: Manuela Scarpa/Brazil News

Colaboração para Splash, no Rio de Janeiro

17/07/2021 17h37

A cantora sertaneja Mary Galvão, de 81 anos, revelou, em entrevista à Folha de S. Paulo, que vai seguir carreira solo após o anúncio de que a dupla As Galvão com a irmã, Marilene, de 79, chegou a fim após 74 anos de atividade. O motivo é o Alzheimer de Marilene, que chegou a um ponto em que ela não se lembra mais das letras das músicas.

"Amo muito a minha irmã, muito, muito. Vou sempre visitá-la. Um amor muito grande, por tudo o que nós passamos juntas, sempre uma dando apoio para a outra. Esse amor não vai acabar, não. Infelizmente não lembra mais as letras, não lembra mais nada. É muito triste", lamentou ela em entrevista ao youtuber André Piunti.

Mary decidiu então, atendendo aos pedidos de fãs e vendo a saúde da irmã, seguir a carreira solo na música e também dar palestras sobre o Alzheimer, notícia que não dará à irmã, assim como a do fim da dupla. As duas já são embaixadoras da Associação Brasileira do Alzheimer e se apresentavam em hospitais e casas de recuperações para pessoas que lidam com a doença, antes do quadro de Marilene se agravar.

"Eu não disse nada. Tem instantes em que ela se lembra de coisas, pergunta quando terá show e quando viajaremos para cantar, mas dois minutos depois esquece. A pandemia acabou com ela, não entendeu que a arte foi 'fechada'", contou a cantora à Folha.

Com a parceria do maestro Campanha, seu marido, Mary planeja se apresentar em teatros. "Já viajamos muito, 74 anos de carreira e estrada. Agora quero passar mais por São Paulo e região após a pandemia. Tem muita gente com dúvidas sobre a doença. A família parece que sofre mais" afirmou.

Elas eram a dupla sertaneja com mais tempo de atividade no país, e começaram quando as irmãs tinham apenas sete e cinco anos de idade. Atualmente, Marilene faz tratamento contra o Alzheimer em casa, contando com a ajuda de uma equipe completa de cuidadores.

Como forma de ajudar no quadro da irmã, Mary faz visitas na companhia do marido para cantar clássicos da dupla como "Beijinho Doce e "Carinha de Anjo".

"Faz parte do amor que tenho por ela. Falo que vamos ensaiar, mas ela não lembra mais de quase nada. O Mário canta junto e ela lembra algumas coisas, outras não. Ela fica feliz por poder cantar. Não posso deixar isso se apagar", disse ela.