PUBLICIDADE
Topo

Érika, do Autoramas, é afastada de rádio após apontar machismo de diretor

Programa "Escola Musical": diretor Paulo Luccas foi acusado de machismo por Érika Martins
Programa "Escola Musical": diretor Paulo Luccas foi acusado de machismo por Érika Martins
reprodução/Facebook/Rede Mais FM

Ana Carolina Silva e Luiza Missi

de Splash, em São Paulo

27/11/2020 22h18

Érika Martins e Gabriel Thomaz, da banda Autoramas, foram afastados do programa "Escola Musical", da Rede Mais FM, após apontarem machismo em uma frase do diretor Paulo Luccas. A história começou na quinta passada (19), ganhou novo capítulo anteontem e agora envolve até advogado.

Convidado do dia, o cantor Gaab recebia mensagens pelo WhatsApp da rádio. Uma ouvinte perguntou se ele namoraria uma fã. Érika respondeu: "Conselho girl power, não cai nessa! Você é fã do trabalho dele, mas se valorize também! Estude, faça seu trabalho!". Gaab concordou com ela.

Continua depois da publicidade

Aí essa figura, o outro apresentador, mandou a pérola: 'Gaab, tem certeza? Acabei de ver foto da menina e é a maior gatinha'. Objetificando a mulher, e poderia até ser menor de idade! Eu falei: 'Sexismo não, ai ai ai'. Fui simpática, poderia ter sido até mais grosseira.

- Érika a Splash

erika martins - Diego Padilha - Diego Padilha
Érika Martins, da banda Autorama
Imagem: Diego Padilha

Em conversa com Splash, ela explicou que sua resposta à menina foi um conselho feminista e carinhoso, já que muitas garotas perdem o foco em si mesmas quando idolatram alguém. Érika ressaltou que Gaab pode ser um cara legal, mas que a jovem seria mais feliz se se valorizasse.

O apresentador ainda mandou uma grosseria para mim: 'Se a fã quisesse saber sua opinião, Érika, ela perguntava para você'. E eu falei na maior educação, com a voz tranquila, paciente, tentando explicar a um homem adulto o que é misoginia.

- Érika

autoramas - Divulgação - Divulgação
A banda Autoramas
Imagem: Divulgação
Continua depois da publicidade

No entanto, procurado por Splash, Paulo Luccas justificou que não vê problema em dizer que "a menina" é bonita, alegando que não teria convidado uma mulher para apresentar o programa se fosse machista.

Falei que a menina é bonita e falaria a qualquer mulher. Eu sou tão machista que chamei uma mulher para apresentar o programa, imagina só! Ela tá fazendo isso para aparecer, mas não vou deixar ela aparecer em cima de uma coisa mentirosa.

- Paulo Luccas

Paulo acha que Érika foi grosseira com a menina.

Como uma mulher que se diz feminista humilha outra? Falou: 'Você não pode se oferecer, vai estudar'. (...) A Érika respondeu no lugar do Gaab, acabou com a menina. Aí o Gaab, com medo de ser tachado de machista, disse que não namoraria uma fã.

- Paulo

Tudo isso ocorreu no finalzinho do programa. Érika diz que, horas depois, começou a ser "bombardeada" no grupo de WhatsApp que tinha o diretor, produtores e apresentadores. Ela e o marido Gabriel viram ali uma tentativa de intimidação, com ameaças veladas sobre sua permanência na rádio.

Continua depois da publicidade

A pessoa não quis admitir que foi sexista. Naquele contexto, ela não deu liberdade para receber cantada dele. A menina podia ser menor de idade! Vieram ameaças veladas: 'Posso tirar e colocar quem quiser, o programa é meu. Se não estão satisfeitos, sintam-se à vontade para sair'.

- Érika

Segundo Érika, ele teria dito também que "o mundo está muito viadinho", e a mulher dele teria criticado o feminismo como um "movimento de m...".

autoramas lolla - Mila Maluhy/Divulgação - Mila Maluhy/Divulgação
Autoramas se apresenta no Lollapalooza Brasil 2019
Imagem: Mila Maluhy/Divulgação

Sem citar o nome de Paulo (por orientação da advogada), Érika acredita que as mensagens foram uma tentativa de induzi-los a sair por vontade própria: "Ele começou a boicotar as coisas, foi agressivo, e eu já senti que ia ter represália. Mas eu falei para o Gabriel: 'Não vou arredar pé'."

Anteontem, Érika e Gabriel receberam uma mensagem comunicando seu afastamento. Como eles estão na Bahia —desde o início da pandemia, pois se isolaram lá e a rádio sabia disso—, a justificativa foi de que não queriam que eles participassem à distância.

Continua depois da publicidade

Érika acredita que foram afastados como represália, mas Paulo negou:

Não teve represália, ela humilhou uma fã do Gaab. Quando terminou o programa, a mãe do Gaab falou: 'Convidado não fala, não?' Aquela menina não parava de falar, fez 5 vezes a mesma pergunta. Ainda bem que ele é educado.