PUBLICIDADE
Topo

Renata Corrêa

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Grupo de Apoio Para Celebridades Canceladas

Bem vindas, bem vindos, bem vindes ao GAPCC, Grupo de Apoio Para Celebridades Canceladas - sukanya sitthikongsak/Getty Images
Bem vindas, bem vindos, bem vindes ao GAPCC, Grupo de Apoio Para Celebridades Canceladas Imagem: sukanya sitthikongsak/Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes
Renata Corrêa

Renata Corrêa (Rio de Janeiro, 1982) é roteirista, escritora, dramaturga. Com forte presença nas redes sociais (@letrapreta, no Twitter, e @recorrea, no Instagram), seus trabalhos têm foco no humor e no protagonismo feminino. Autora do livro ?Vaca e Outras Moças de Família? (Ed. Patuá), da peça ?A Fábrica de Cachorros?, e do documentário ?Clandestinas?, sobre aborto no Brasil. Apresenta com Carla Lemos, colunista de Universa, o Podcast Primas, sobre cultura produzida por mulheres, e a série de vídeos ?Como Não Ser Um Machista Babaca?. Escreveu a série ?Perrengue? (MTV) e foi roteirista dos programas ?Greg News? (HBO), ?Tá no Ar? (Rede Globo) e ?Fora de Hora? (Rede Globo). Atualmente é contratada da Rede Globo, onde escreve o quadro ?Mulheres Fantásticas? e uma nova série de humor para o Globoplay.

Colunista do UOL

29/03/2021 13h05

Bem vindas, bem vindos, bem vindes ao GAPCC —Grupo de Apoio Para Celebridades Canceladas.

Primeiramente, eu gostaria de agradecer a sua presença voluntária por aqui! Esse é o segundo módulo deste encontro, o primeiro você pode encontrar no meu site, junto com as formas de pagamento. Aceito todos os cartões, e parcelo.

Em segundo lugar, aqui não vamos apontar culpados! É natural que um cidadão de bem que paga impostos tenha suas próprias ideias de como melhorar o mundo.

Mas se as suas ideias incluem...

Ô Mirela, desliga a luz e acende o POWER POINT!

  • Matar;

  • fazer experimentos com humanos;

  • torturar;

... Talvez elas não sejam opiniões. Talvez elas sejam parte de uma ideologia extremista que prega que entre as pessoas humanas existem aquelas que merecem viver e outras que merecem morrer.

O Brasil tem uma das maiores populações carcerárias do mundo em termos absolutos. São 773 mil pessoas atrás das grades, privadas de liberdade, em números de 2019. São mais de 300 pessoas presas para cada cem mil habitantes.

Dentro da população carcerária, apenas 11% cometeram crimes contra outras pessoas (como assassinatos, estupros). A maioria tem sua liberdade privada por crimes de menor potencial ofensivo que poderiam ter seu encarceramento substituído por penas alternativas —um arco-íris de energia e possibilidades para pessoas que muitas vezes se viram encurraladas e sem alternativas.

Não é preciso dizer que a maioria da população carcerária é pobre e é negra. São essas pessoas que seriam injetadas com substâncias desconhecidas, esfregadas com loções, ter sua pele esquentada, seus olhos perfurados, sua alimentação regulada, a pouca autonomia que resta sobre o seu corpo retirada.

Claro, o mundo está muito chato e ser uma celebridade no Brasil não é fácil. Uma celebridade na Austrália já foi vacinada, já pode ser cancelada por dirigir e beber, exaltar a própria beleza loura ou ter comprado um papagaio no mercado paralelo.

Com pandemia, fascismo, desigualdade, miséria, novas variantes do coronavírus e o "BBB 21", cada palavra que sai da boca de uma pessoa pública é um risco.

Por isso aconselhamos os participantes a refletir:

Estou dando uma opinião baixo astral que envolve machucar outras pessoas?

Se a resposta for "sim", talvez seja hora de opinar sobre temas mais leves como:

Vale mais a pena comprar ovo de páscoa ou barra de chocolate?

Nosso grupo de apoio acredita na mudança, pois, desde crianças, os fundadores sabem que tudo pode ser, basta acreditar, e que o objetivo de todos os presentes aqui é tentar melhor do que já fizeram.

Se a gente não acreditasse na mudança, nem levantaria da cama e esse negócio estaria falido!

Bem, pessoal, vocês já trabalharam bastante por hoje e tenho certeza que tem muuuuito assunto para vocês conversarem no coffee break.

Não esqueçam de postar a #desconstrução nas redes sociais! A inscrição no módulo 3 do nosso curso —"Pedir Desculpas do Fundo do Coração é a Melhor Opção"— pode ser feita agora na recepção. Vejo vocês depois do intervalo!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL