PUBLICIDADE
Topo

Pedro Antunes

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Sem mais vilões, resta ao BBB 21 Pinky e o Cérebro, ou Arthur e Projota

Pinky e o Cérebro - Warner Bros. Animation / Divulgação
Pinky e o Cérebro Imagem: Warner Bros. Animation / Divulgação
Pedro Antunes

Pedro Antunes, ou "Pô Antunes" pra quem só me conhece pelo Instagram, é jornalista, apresentador, curador e crítico de música e cultura pop desde 2010. Escreveu no Jornal da Tarde, Estadão e foi editor-chefe da Rolling Stone Brasil. Fez mais entrevistas do se lembra, tem um "novo disco favorito" por semana e faz mini-análises de álbuns no programa Tem um Gato na Minha Vitrola, no perfil @poantunes.

Colunista do UOL

27/02/2021 18h05

Projota e Arthur não têm sido excelentes jogadores neste BBB 21, isso é fato. E, ao mesmo tempo, é a grande graça que restou em uma temporada que queimou rapidamente logo nos primeiros dias.

Como os personagens da animação "Pinky e o Cérebro", a dupla de ratinhos famosa da TV (e vou deixar vocês decidirem quem é quem), Arthur e Projota tentam, toda noite, "dominar o mundo".

Para ajudar na contextualização, o desenho exibido originalmente de 1995 e 1998, situado dentro do "universo" de Animaniacs, apresentava Pinky e Cérebro são dois ratos brancos de laboratório com anseios megalomaníacos de conquistar o mundo.

No início de cada episódio, Pinky diz: "Cérebro, o que você quer fazer esta noite?"

"A mesma coisa que fazemos todas as noites, Pinky... Tentar conquistar o mundo!", responde o menor dos dois.

Reconhece a semelhança?

O auge do jogo de inútil de Projota foi fritar o professor de geografia João Luiz para "escancarar" o jogo dele e tirá-lo da inanição após perceber que ele, o rapper, levava a pior na disputa entre o grupo dele e o G3 formado por Gil, Sarah e Juliette.

Projota, do seu lado, perdeu Nego Di e Karol Conká, assustou e tentou uma trégua com Gil, por exemplo.

Articulou, articulou, articulou e morreu na praia, porque João Luiz, o ninja disfarçado de planta, conseguiu a liderança da semana.

A cada nova rodada (da prova para a liderança ao paredão), Projota é incansável. Tentar um novo plano de ataque que acerta na água. Sempre na companhia do fiel escudeiro Arthur, que arrumou um romance quase sem querer (com Carla Diaz), mas segue em baixa com a turma de fora pelas reflexões dignas de uma ervilha.

Esse BBB foi de tirar o fôlego (até demais) nas primeiras semanas, mas os vilões foram incapazes de jogar bem o suficiente para fugirem dos paredões e acabaram eliminados.

Restaram Pink e Cérebro, que se não são exatamente geniais, pelo menos garantem uma ação (e algumas risadas espontâneas pelas ideias equivocadas) no BBB 21.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL