PUBLICIDADE
Topo

Em uma semana, cobertura da pandemia no JN encolhe de 30 para 10 minutos

William Bonner e Renata Vasconcellos em apresentação do Jornal Nacional de 20/06/2020 - Reprodução/Globoplay
William Bonner e Renata Vasconcellos em apresentação do Jornal Nacional de 20/06/2020 Imagem: Reprodução/Globoplay
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

04/08/2020 00h17

Ainda que não tenha ocorrido nenhuma alteração significativa no ritmo da pandemia de coronavírus nos últimos sete dias, a cobertura do "Jornal Nacional" sobre o assunto sofreu uma redução brusca nesta segunda-feira (03) na comparação com a última segunda (27).

O telejornal, com duração total de 56 minutos, dedicou apenas 10 minutos a notícias relacionadas à covid-19. Há uma semana, reportagens sobre a pandemia ocuparam 30 minutos do total de 55 da edição do JN.

Nesta segunda, das oito chamadas lidas na abertura, apenas a última dizia respeito ao tema. Há uma semana, dos oito destaques da escalada, os cinco primeiros anunciavam matérias sobre a pandemia.

Todo o noticiário sobre a covid foi apresentado no último bloco do JN nesta segunda. Há uma semana, houve seis reportagens no primeiro bloco, uma no segundo, cinco no terceiro e duas no encerramento.

A cobertura da pandemia no JN veio perdendo impulso ao longo da semana passada, mas ainda ocupava um espaço significativo. O número de chamadas na abertura diminuiu para duas ou três por dia e o tempo total dedicado ao assunto também caiu.

Na sexta-feira (31), por exemplo, três das oito chamadas do telejornal foram relacionadas ao tema. A edição, com 61 minutos, dedicou cerca de 15 minutos a reportagens sobre a covid.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL