PUBLICIDADE
Topo

Marcelle Carvalho

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Yara Charry canta em francês música da Alcione: 'Ela é referência para mim'

Yara Charry fará versões das músicas de Luisa Sonsa, Caetano Veloso e Gloria Groove - Giselle Dias/divulgação
Yara Charry fará versões das músicas de Luisa Sonsa, Caetano Veloso e Gloria Groove Imagem: Giselle Dias/divulgação
Conteúdo exclusivo para assinantes
Marcelle Carvalho

Marcelle Carvalho é jornalista que cobre, há duas décadas, o universo da televisão. Suas maiores paixões são novelas e séries, que serão abordadas aqui a partir da visão de quem vê e de quem faz.

Colunista do UOL

20/11/2021 04h00

A gente conheceu Yara Charry quando ela apareceu em "Velho Chico" (2016) como Sophie, a namorada francesa de Miguel (Gabriel Leone). Era o papel ideal para bela, que apesar de inexperiente na atuação, tinha o perfil perfeito, justamente pela ascendência franco-brasileira. Yara tomou gosto pelo ofício, é verdade, e chegou a estar no elenco de "Malhação" (2018). Mas não deixou de lado a primeira arte que balançou seu coração: o canto. Tanto que a parisiense faz neste sábado (20) o lançamento de um projeto bem interessante em suas redes sociais e no Youtube: versões em francês, inglês e português de canções consagradas de artistas brasileiros e estrangeiros.

A estreia será com "Tu Me Fais Tourner La Tête", versão francesa para "Você Me Vira a Cabeça", de Alcione. A canção vem acompanhada do clipe, dirigido por Júlio Naspoli e com direção criativa e de arte de Giselle Dias. Yara se orgulha de ter feito toda a tradução sozinha e conta que, "às vezes, tinha que parar porque travava."

Queria ser o mais fiel à letra. Ligava para o meu pai e trocava ideias (risos). Mas fiquei muito feliz com o resultado", conta a artista, que já mostrou seu potencial vocal em "Popstar" (2019), e lamenta ainda não ter conhecido a Marrom:

Eu a admiro demais. Ela é uma referência para mim, como mulher e artista. Uma potência. Espero que ela consiga ouvir a minha versão e, quem sabe, cantar um dia ao lado dela".

A data do lançamento do projeto, aliás, não foi aleatória. A artista quis que fosse no Dia da Consciência Negra, comemorado hoje.

Sou filha de uma mulher negra, sou uma mulher negra e estou cantando a música de uma mulher negra. O dia 20 é um dia importante de reflexão, um dia que lembra toda luta de um povo para estar de pé até hoje. E é preciso reverenciar quem veio na nossa frente, quem pavimentou essa estrada para estarmos aqui. É muito simbólico para mim esse dia", explica.

Filme e música

Ainda estão por vir mais cinco canções neste projeto. Depois de Alcione, Yara vai cantar em francês "Penhasco", de Luisa Sonza. Ainda tem no repertório Caetano Veloso e Gloria Groove.

São músicas importantes para mim, que têm algum significado", diz a artista.

Mas não pensem que, agora, a cantora vai sobrepor a atriz. Yara faz questão de afirmar que música e atuação seguirão presentes na sua vida. Inclusive, ela está no elenco de "Lulli", filme que ainda será lançado pela Netflix.

Tenho esse trabalho para estrear, outros projetos em desenvolvimento e alguns em espera. Eu também amo escrever e tenho algumas ideias já no papel. Acredito que 2022 será um ano de muito trabalho", analisa a atriz.

Há quatro anos caminhando em um novo país, podemos dizer que Yara ainda é uma novata nesse Brasilzão. A bela, porém, ao olhar para trás, lembra do início difícil, mas se orgulha por ter descoberto aqui a vocação em atuar e poder uni-la à paixão pelo cantar.

Eu morava com a minha família na França, então, foi o momento mais difícil, porque eu senti muita saudade. Deixei todos, a minha rotina, os meus amigos. Mas foi uma experiência muito enriquecedora e verdadeiramente transformadora. Descobri a minha vocação, que é atuar. Poder juntar ao canto torna tudo ainda mais incrível."