PUBLICIDADE
Topo

Mara Maravilha no comando do Aqui Agora é a melhor ideia dos últimos tempos

Mara Maravilha no Fofocalizando (Reprodução/SBT) - Reprodução / Internet
Mara Maravilha no Fofocalizando (Reprodução/SBT) Imagem: Reprodução / Internet
Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Colunista do UOL

04/08/2020 10h25

As coisas realmente não param de melhorar, prezado leitor. Em uma notícia a respeito das opções que o SBT busca no mercado para apresentar uma nova versão do Aqui Agora, o colunista Fefito deixou pelo caminho, como quem não quer nada, uma das melhores ideias da história do audiovisual brasileiro: "Até mesmo Mara Maravilha chegou a ser cogitada para o projeto", escreveu meu vizinho de condomínio virtual.

É possível que alguns considerem exagero, mas nunca houve pessoa mais talhada para a missão do que a ex-comandante do Show Maravilha. Reuni abaixo alguns fatores que deveriam ser considerados pela direção do SBT na hora de tomar tão importante decisão.

Adequação Moral e Espiritual

Desde que surgiu na TV, mas especialmente depois que parou de se dedicar ao público infantil, Eliemary Silva da Silveira, a popular Mara Maravilha, sempre se identificou com os pensamentos mais conservadores, eventualmente retrógrados. Durante sua passagem pelo programa Fofocalizando, colecionou polêmicas graças a observações descabidas e até mesmo um episódio de disseminação de fake news. Os programas policialescos da estirpe do Aqui Agora costumam ser pródigos em construir e reforçar tudo isso.

Condição Icônica

O SBT está carente de ídolos! Chaves pendurou as chuteiras, Pica-Pau já é uma distante lembrança e Silvio Santos encontra-se confinado, sem gravar programas inéditos por conta da pandemia. Pois Mara Maravilha ainda resiste como uma das figuras de maior identificação com a emissora. Para dar uma renovada na autoestima dos sbtistas, nada melhor que investir um pouco em uma das suas principais estrelas.

Modus Operandi

Acostumada com os trâmites lisérgicos impostos por Silvio Santos, não ficará magoada caso o programa saia do ar em apenas algumas semanas. Nem com insistentes mudanças de horário. Muito menos se tiver que dividir o jornalístico com um bicho de pelúcia ou dublar vídeos escalafobéticos do Alarma TV. Silva da Silveira é de casa e sabe como a banda toca. Isso elimina boa parte da tensão na curva de aprendizado nos ajustes de um programa novo.

Fico na torcida para que essa história tenha um final feliz. Não há necessidade de procurar no mercado algo que já está resolvido internamente.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL