PUBLICIDADE
Topo

Aline Ramos

'A Fazenda 12': Por que apenas os 'surtos' de Raissa incomodam?

Raissa Barbosa tem crises de raiva durante participação em A Fazenda 12 - Reprodução/PlayPlus
Raissa Barbosa tem crises de raiva durante participação em A Fazenda 12 Imagem: Reprodução/PlayPlus
Aline Ramos

Aline Ramos é jornalista, mas tá mais pra palpiteira, por isso cria conteúdo na internet desde 2014. Você com certeza já fez algum teste dela no BuzzFeed, onde foi redatora por dois anos. É especialista em diversidade e dá consultoria para marcas em temas como raça e gênero. Mas o que ama mesmo é escrever sobre entretenimento e dar opinião sobre tudo, se bobear até sobre a sua vida.

Colunista do UOL

22/10/2020 23h19

Quem conhece o histórico de 'A Fazenda' sabe que equilíbrio emocional não faz parte do programa. Nesta edição, não tem sido diferente. Pressionados pelo confinamento e levados ao limite pela própria produção, alguns peões já perderam a linha.

Raissa Barbosa, ex-vice Miss Bumbum, foi a primeira a sair do tom e isso lhe custou caro. Ela ganhou fama de barraqueira entre os colegas e o público. Como explicação, a assessoria de Raissa informou que a modelo possui o Transtorno de Personalidade Borderline.

A situação de Raissa se transformou numa espiral perigosa. Há um intenso debate sobre a permanência dela no programa, sobretudo após as situações de descontrole. Já na casa, a saúde mental da peoa é usada de diferentes formas para desestabilizá-la.

Jogo sujo

Na última quarta-feira (21), Luiza Ambiel chamou algumas pessoas para conversar e expor algo que supostamente Raissa teria falado. Muito foi dito sobre a ex-vice Miss Bumbum, que pouco teve espaço para se defender. Quando começou a falar, foi interrompida e então explodiu. Raissa ouviu gritos de três pessoas ao mesmo tempo - Luiza, Mirella e Victoria - com acusações e xingamentos.

Essa não é a primeira vez que Raissa é chamada de "louca", "doida" e "desequilibrada". O remédio que a modelo tem tomado, com acompanhamento médico, também é usado como ofensa.

Inclusive, são nesses momentos que Raissa se desestabiliza. Esse padrão nos dá uma pista de que esse pode ser um gatilho para ela, até porque é um estereótipo negativo sobre pessoas que sofrem com transtornos mentais.

É visível que os participantes de 'A Fazenda' sabem que Raissa convive com um transtorno e por isso escolhem usar essa "fraqueza" contra ela. Não faltam provocações. Mirella, inclusive, já disse que, se for preciso, faz Raissa perder a paciência "rapidinho".

Tratamento diferente

É impossível contabilizar quantas vezes Raissa foi chamada de "doida", mas por que outras pessoas que "surtaram" dentro da casa não são tratadas da mesma forma?

  • Lucas Selfie arremessou um vaso da decoração contra o chão numa explosão de raiva.
  • Stéfanie Bays, sempre mais contida, chutou uma gaveta repetidas vezes após uma briga.
  • Jojo Todynho macetou uma garrafa para descontar a raiva que sentia.
  • Mariano, o bom moço, disse que Biel deveria levar uma surra de "pau mole".
  • Luiza já explodiu muitas vezes, com várias pessoas, e gritou descontroladamente com Raissa.
  • Mirella já gritou porque não aguentava as brigas dos colegas. E também se esgoelou de forma descontrolada na discussão com Raissa.
  • Victória Villarim, que nunca se expressava, soltou as asinhas e também berrou com Raissa.

Todos esses momentos foram tensos e difíceis de assistir. Certa ou errada, por que apenas Raissa é tratada como "louca"?

Psicofobia é a explicação

Desde que Raissa contou sobre o borderline, a visão sobre ela mudou. Com os comentários feitos, é perceptível que boa parte dos confinados acreditam em inúmeros estereótipos negativos sobre pessoas com doenças e transtornos mentais.

Há diversos estigmas sobre Raissa e o principal deles é o de "doida". Quando ela "surta", é porque é "doida". Quando os outros "surtam", foi apenas uma reação ou caso isolado. Muitos peões acreditam, inclusive, serem superiores à ex-vice Miss Bumbum por não serem "doentes" como ela.

Raissa tem buscado formas de lidar com os sentimentos e utilizado algumas ferramentas para se controlar. Ela já está, de alguma forma, se cuidando. Mas e quem a manda se tratar depois de fazer o mesmo, precisa fazer o quê?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.