PUBLICIDADE
Topo

Tempestade causa colapso de estrutura sobre ruínas astecas na Cidade do México

Danos à zona arqueológica do Templo Mayor, um dos mais importantes da cultura asteca - Barcroft Media via Getty Images
Danos à zona arqueológica do Templo Mayor, um dos mais importantes da cultura asteca Imagem: Barcroft Media via Getty Images

30/04/2021 09h19

Um telhado que protegia parcialmente um dos sítios arqueológicos mais importantes do México desmoronou com o peso de uma chuva intensa e de uma tempestade de granizo na noite de quarta-feira, causando danos pequenos no complexo ornamentado do templo que no passado abrigou os guerreiros da elite do império asteca.

O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, prometeu nesta quinta-feira reparar todo e qualquer dano na Casa das Águias, que foi coberta com um telhado de metal amplo de construção moderna que e acabou sendo derrubado pela tempestade. A estrutura é adjacente às ruínas do santuário mais sagrado dos astecas, conhecido atualmente como Templo Mayor.

O Ministério da Cultura do México descreveu o estrago nas ruínas como "pequeno, recuperável e restaurável" em um comunicado nesta quinta-feira, acrescentando que a remoção do telhado desmoronado e outros consertos começarão imediatamente.

A Casa das Águias conta com esculturas em relevo, esculpidas com elaboração ao longo de suas paredes e bancos, que retratam guerreiros em procissão e rituais sangrentos. Restos de seus murais pintados continuam visíveis cinco séculos após a conquista espanhola da capital asteca em 1521 e a devastação subsequente da cidade.

Em uma postagem no Twitter, Leonardo López Luján, principal arqueólogo do Templo Mayor, escreveu que está aliviado por se ter evitado danos grandes no interior da estrutura e em suas decorações.

"Não sou supersticioso, mas abençoado seja Tezcatlipoca!", brincou ele, referindo-se a uma grande divindade asteca associada com a providência e a feitiçaria.