PUBLICIDADE
Topo

Bichos

Tudo o que você precisa saber para cuidar do seu pet

Cães podem ter uma rotina fitness? O que esta prática pode causar ao pet

Equilíbrio e acompanhamento profissional são as chaves para exercícios saudáveis para cães - Getty Images/iStockphoto
Equilíbrio e acompanhamento profissional são as chaves para exercícios saudáveis para cães
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Juliana Finardi

Colaboração para Nossa

23/11/2021 04h00

Quem nunca ouviu a máxima "o cachorro é a cara do dono" e logo começou a procurar semelhanças entre o bichinho e o tutor? Com quem investe em uma vida fitness, com shapes musculosos definidos, alimentação regrada e uma rotina recheada de treinos não é diferente. Muitos dos seus bichinhos entram na dança.

Até que ponto, porém, tudo isso é saudável para os pets? Vanessa Lowe Silva Santana, professora do curso de Veterinária da Faculdade Anhanguera, recomenda que antes de impor ao pet seu próprio estilo de vida, o tutor procure a avaliação de um médico veterinário experiente.

"Através desse atendimento, será prescrita uma dieta, além de recomendações de atividades físicas e treino de acordo com a necessidade e limitações do cão. Tudo será adaptado tendo em vista o crescimento e tolerância do animal", explica.

"Malhação" saudável

Atividades físicas para animais devem ser ajustadas de acordo com quadro clínico, porte e idade - Getty Images - Getty Images
Atividades físicas para animais devem ser ajustadas de acordo com quadro clínico, porte e idade
Imagem: Getty Images

A prática da atividade física, de acordo com Vanessa, traz inúmeros benefícios desde o estímulo imunológico, manutenção do peso e inclusive saúde mental.

Essa atividade deve ser ajustada de acordo com a idade, porte e condicionamento físico do cão. É importante considerar as diferenças e trabalhar através da exigência de cada fase da vida do animal."

O adestrador e comportamentalista canino Rapha Aleixo diz que é tênue a linha entre o que é saudável e o que é prejudicial na vontade do tutor em ter um cãozinho fitness musculoso.

"Se você for pensar sobre o que é ser saudável, o cão deve ter uma dieta alimentar regrada e uma rotina de exercícios, que são as práticas necessárias para o crescimento muscular. Como adestrador, não vejo isso como algo ruim", afirma.

Sem exageros, anabolizantes e agressividade

Treinamento deve ser feito sem exageros - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Treinamento deve ser feito sem exageros
Imagem: Getty Images/iStockphoto

É no treinamento exercido de forma incorreta, porém, que mora o perigo com estímulos de agressividade e consumo de suplementos voltados para o crescimento muscular.

"Essa prática pode trazer inúmeros malefícios, como por exemplo o estresse que, consequentemente, irá refletir no sistema imunológico, causando uma queda.

Dessa forma, o animal se torna suscetível a diversas doenças, sem contar o aparecimento de transtornos como automutilação, andar em círculos, ansiedade e a agressividade propriamente dita", diz Vanessa.

No caso dos cães de grande porte como os das raças Pit Bull, Rottweiller, American Bully, Pastor Alemão, entre outros, Vanessa diz que é comum uma disparidade entre o músculo e o crescimento ósseo, o que pode levá-los a sofrer com problemas ortopédicos como a displasia coxofemoral, que é uma articulação na conformidade da articulação do quadril.

Outra questão a ser lembrada é quando os tutores não se atentam a atitudes agressivas de seus cães seja pelo uso de hormônios sintéticos (anabolizantes) ou até mesmo pelo estímulo a esse tipo de comportamento.

O que vai determinar se o cachorro vai ser agressivo ou não tem sim uma parte genética, mas, por outro lado, é total influenciado pelo comportamento dos tutores que não sabem como ter cães equilibrados e controlados, e estimulam comportamentos agressivos por falta de conhecimento", diz Aleixo.

Nada de estimular a agressividade em cães nos exercícios - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Nada de estimular a agressividade em cães nos exercícios
Imagem: Getty Images/iStockphoto

A veterinária Vanessa também afirma que o treinamento de cães para briga ou rinha é proibido por decreto e por lei, que serve para qualquer espécie animal.

Para Aleixo, o problema mora sempre no exagero. "Acredito que se você quer que o seu cão seja musculoso, se você acha bonito aquilo e está seguindo todas as indicações de profissionais responsáveis por qualquer coisa, você está no lugar certo.

Se ele está sendo orientado por um nutrólogo, que está ciente que você deseja isso, se está praticando uma atividade física e você está medindo o quanto ele está se esforçando, quanto seu cachorro está sendo beneficiado, acho que não tem problema. O problema vai bater quando a gente passa do ponto."

Seja qual for a sua tribo, é importante sempre lembrar que o seu melhor amigo precisa ter a natureza respeitada e que o fator estético deve ficar em segundo plano, considerado desde que não haja prejuízos à saúde do animalzinho.

Tutores com rotina fitness procuram serviços para seus pets - Getty Images - Getty Images
Tutores com rotina fitness procuram serviços para seus pets
Imagem: Getty Images

Academia para eles

Prestes a abrir a primeira academia para cachorros do país, o consultor técnico da Allure Pets, Lucas Marques, que também é adestrador e comportamentalista animal, oferece aos tutores e cãezinhos uma modalidade que se chama canine fitness.

Através dela, os doguinhos são submetidos a uma espécie de treino funcional onde são ensinados a fazer esteira, exercícios de equilíbrio, coordenação e força.

"É um treinamento que ensina o cachorro a ter noção de seu espaço corporal, o que dá condições para que ele se machuque menos e seja mais saudável durante a vida. Consequentemente, ele acaba vivendo mais", diz Marques, ao salientar que muitos tutores gostam que seus cães tenham uma aparência "mais atlética".