PUBLICIDADE
Topo

Pubs britânicos estão enfrentando escassez de cerveja por Brexit e covid-19

Homem carrega copos com cerveja em pub em Londres, na Inglaterra - Hannah Mckay/Reuters
Homem carrega copos com cerveja em pub em Londres, na Inglaterra Imagem: Hannah Mckay/Reuters

De Nossa

06/09/2021 15h20

Está faltando cerveja nos pubs britânicos. O motivo? O número de motoristas capacitados para levar a bebida das cervejarias aos bares pela terra da rainha caiu significativamente desde o Brexit — a saída do Reino Unido da União Europeia em janeiro de 2020 — e também por causa da pandemia da covid-19.

Em entrevista ao jornal The Guardian, o porta-voz de uma das maiores cadeias de pubs da Grã-Bretanha, Wetherspoon's, afirmou que há unidades dos bares que estão ficando sem duas marcas de cerveja — Carling e Coors — justamente por dificuldades de distribuição devido à falta de mão de obra especializada para dirigir os veículos (e a bebida) aos pubs. Anteriormente, a entrega de seis cervejas produzidas pela Heineken também já havia sido prejudicada.

Amplamente noticiada, a falta de estoque não afetaria apenas os cervejeiros, de acordo com órgãos do setor. O McDonald's tem retirado milkshakes dos cardápios por falta de ingredientes, ainda segundo a publicação, e supermercados têm oferecidos bônus de mil libras — mais de R$ 7 mil, em cotação de hoje — para atrair motoristas qualificados. Diferentes linhas da Coca-Cola também sumiram das prateleiras de estabelecimentos comerciais.

O Reino Unido tem hoje cerca de 100 mil motoristas de carga a menos do que no início de 2020, estimou a Associação de Transporte Rodoviário do país à BBC. O Brexit teria diminuído boa parte da oferta desta força de trabalho já que havia muitos motoristas que eram cidadãos de outros países da União Europeia atuando por lá.

Com a saída britânica do acordo, eles perderam seus vistos de trabalho ou residência na região e retornaram à UE. O problema foi acentuado pela pandemia, já que parte da mão de obra entrou em isolamento em um primeiro momento e, em seguida, não conseguiam obter uma licença de trabalho com os atrasos nos protocolos de testagem para a covid-19.

Um porta-voz do governo britânico informou à BBC que as autoridades "estão trabalhando de perto com a indústria para resolver os desafios do setor". "Isso inclui planos para simplificar o processo para novos motoristas conseguirem suas licenças para dirigir veículos de carga e aumento da oferta de provas de direção", diz o anúncio.