PUBLICIDADE
Topo

Sem perrengue: trilhas no Brasil ideais para quem não tem experiência

Cânion Guartelá, em Tibagi: uma das paisagens naturais mais bonitas do Paraná - Getty Images/iStockphoto
Cânion Guartelá, em Tibagi: uma das paisagens naturais mais bonitas do Paraná
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Marcel Vincenti

Colaboração para Nossa

14/05/2021 04h00

O Brasil tem muitas trilhas no meio da natureza e, para percorrer alguns destes trajetos, você não precisa ter condicionamento físico de atleta.

Há diversas áreas litorâneas e montanhosas com percursos fáceis ou de dificuldade média para o turista, ideais para quem não tem muita experiência com caminhadas em ambientes selvagens.

São locais recheados de belezas naturais e que, em alguns casos, oferecem trechos íngremes e um tanto desafiadores para o público (mas que podem ser superados por pessoas em boas condições físicas).

A seguir, conheça 10 trilhas brasileiras consideradas fáceis ou com grau de dificuldade médio que existem no Brasil.

Antes de visitá-las, verifique se o acesso não está interditado por causa da pandemia.

Trilha Pedra das Flores

Trilha Pedra das Flores - Divulgação/SECULT MG - Divulgação/SECULT MG
Trilha Pedra das Flores
Imagem: Divulgação/SECULT MG

Cidade indicada para ser usada como base: Extrema (MG)
Extensão total do trajeto: 8 quilômetros (ida e volta)
Características do percurso: Localizada na região da fronteira de Minas Gerais com São Paulo, esta trilha passa pela crista da Serra do Lopo, com diversos mirantes que proporcionam vista panorâmica para a área. Um dos principais atrativos do passeio é o mirante da Pedra das Flores. O nível de exigência do trajeto vai de fácil a moderado. Não é obrigatória a presença de guia.

Trilha do Véu de Noiva

Trilha do Véu de Noiva - Cintia Brazão/ICMBio - Cintia Brazão/ICMBio
Trilha do Véu de Noiva
Imagem: Cintia Brazão/ICMBio

Cidade indicada para ser usada como base: Cuiabá (MT)
Extensão total do trajeto: 1,2 quilômetro (ida e volta)
Características do percurso: Fica na área da entrada principal do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães e apresenta um trajeto, de percurso fácil, que chega a um mirante com vista para a cachoeira Véu de Noiva, com mais de 80 metros de altura e que é um dos principais cartões-postais deste destino de ecoturismo do Centro-Oeste. Não é obrigatória a presença de guia.

Trilha das Pinturas Rupestres

Trilha das Pinturas Rupestres - Denis Ferreira Netto - Denis Ferreira Netto
Trilha das Pinturas Rupestres
Imagem: Denis Ferreira Netto

Cidade indicada para ser usada como base: Tibagi (PR)
Extensão total do trajeto: Aproximadamente 6 quilômetros (ida e volta)
Características do percurso: Localizada dentro do Parque Estadual do Guartelá e com grau de dificuldade média, passa por terrenos de vegetação e até área com inscrições rupestres com milhares de anos. A coroação do passeio acontece quando os turistas chegam a mirantes que proporcionam vista para o Cânion Guartelá, uma das paisagens naturais mais bonitas do Paraná. O acesso à trilha é permitido somente com condutor, que deve ser contratado previamente com agências de turismo locais.

Trilha do Sauá

Trilha do Sauá - Divulgação/SECULT MG - Divulgação/SECULT MG
Trilha do Sauá
Imagem: Divulgação/SECULT MG

Cidade indicada para ser usada como base: Maria da Fé (MG)
Extensão total do trajeto: 16 quilômetros (ida e volta)
Características do percurso: Caminhada longa, mas com percurso cujo grau de dificuldade é considerado moderado, que cruza uma região montanhosa da Serra da Mantiqueira (Maria da Fé fica a aproximadamente 25 quilômetros do município mineiro de Itajubá e a cerca de 85 quilômetros da cidade paulista de Campos do Jordão). O trajeto coloca o turista em locais com muita mata e mirantes naturais para as montanhas. Não é obrigatória a presença de guia.

Trilha Peroba

Trilha Peroba - Idema RN - Idema RN
Trilha Peroba
Imagem: Idema RN

Cidade indicada para ser usada como base: Natal (RN)
Extensão total do trajeto: 2,4 quilômetros (ida e volta)
Características do percurso: Trilha de fácil acesso localizada no Parque das Dunas, que começa no Bosque dos Namorados, atravessa uma área de mata preservada e chega até um mirante na Via Costeira, de onde o turista curte vista da orla da capital do Rio Grande do Norte, incluindo o Morro do Careca. Presença obrigatória de guia, que é contratado no próprio parque.

Trilha do Sumidouro-Ressurgência do Rio Perdido

Trilha do Sumidouro Ressurgência - Parna Serra da Bodoquena - Parna Serra da Bodoquena
Trilha do Sumidouro Ressurgência
Imagem: Parna Serra da Bodoquena

Cidade indicada para ser usada como base: Bonito (MS)
Extensão do trajeto: 3,5 quilômetros
Características do percurso: Trilha localizada dentro do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, que passa por cachoeira e rio com água translúcida, no meio de muita vegetação. O trajeto conta com estruturas de madeira como ponte e deques que facilitam o percurso e permitem uma melhor observação das belezas naturais da área. E os turistas ainda podem tomar banho de rio no passeio.

Mesmo assim, é uma trilha que tem um nível de exigência médio, pois apresenta aclives e declives com rochas. Para realizar esta caminhada, há necessidade da contratação de um condutor de visitantes credenciado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail: parna.bodoquena@icmbio.gov.br

Trilha da Restinga

Trilha da Restinga - Leonardo Merçon - Leonardo Merçon
Trilha da Restinga
Imagem: Leonardo Merçon

Cidade indicada para ser usada como base: Guarapari ou Vila Velha (ES)
Extensão total do trajeto: Aproximadamente 3 quilômetros (ida e volta)
Características do percurso: Trilha plana e arenosa, utilizada para acessar a praia de Caraís e a surreal lagoa de coloração avermelhada de mesmo nome (na foto). O caminho é repleto de natureza, com planícies alagadas e possíveis aparições de animais, como tatus e diversas aves.

O trajeto fica dentro do Parque Estadual Paulo César Vinha. Não é obrigatória a presença de guia.

Trilha Interpretativa da Reserva Pedra D'Antas

Trilha Interpretativa da Reserva Pedra D'Antas - Adriano Monteiro/SAVE Brasil - Adriano Monteiro/SAVE Brasil
Trilha Interpretativa da Reserva Pedra D'Antas
Imagem: Adriano Monteiro/SAVE Brasil

Cidade indicada para ser usada como base: Lagoa dos Gatos (PE)
Extensão total do trajeto: 2,5 quilômetros (ida e volta)
Características do percurso: Trilha no interior de Pernambuco que cruza uma área de densa mata, fazendo o turista experimentar uma verdadeira imersão na natureza. O percurso exibe placas que explicam a rica biodiversidade da área e, no meio do trajeto, está a Torre de Observação de Aves da Reserva.

Trata-se de uma estrutura que chega a 12 metros de altura e oferece ao visitante a oportunidade de observar as aves da região de um ótimo ângulo. E, no final da trilha, os visitantes conhecem o Jardim dos Beija-Flores, onde é possível observar os pássaros. A visita é conduzida pela equipe da organização SAVE Brasil ou por condutores credenciados pela SAVE Brasil. Mais informações: serradourubu@savebrasil.org.br

Trilha das Nascentes do Rio Pelotas

Trilha das Nascentes do Rio Pelotas - Leo Matei Baschirotto/ICMBio - Leo Matei Baschirotto/ICMBio
Trilha das Nascentes do Rio Pelotas
Imagem: Leo Matei Baschirotto/ICMBio

Cidade indicada para ser usada como base: Urubici ou Bom Jardim da Serra (SC)
Extensão total do trajeto: 8,8 quilômetros (ida e volta)
Características do percurso: Parte do Parque Nacional de São Joaquim, a trilha dá acesso a um mirante natural na borda da Serra Geral, com vista para o vale do Morro da Igreja. Na caminhada, os turistas atravessam a região das nascentes do rio Pelotas, um dos principais rios do sul do país.

A contratação de condutores não é obrigatória, mas é recomendada. E, antes da visita, é necessário fazer um agendamento com o Parque Nacional de São Joaquim. Esta trilha é considerada de níveis de dificuldade que vão de moderado a pesado. Mais informações: www.icmbio.gov.br/parnasaojoaquim/guia-do-visitante.html

Trilha da Cachoeira da Matinha

Trilha da Cachoeira da Matinha - Gel Novaes/Setur BA - Gel Novaes/Setur BA
Trilha da Cachoeira da Matinha
Imagem: Gel Novaes/Setur BA

Cidade indicada para ser usada como base: Mucugê (BA)
Extensão total do trajeto: 4 km (ida e volta)
Características do percurso: Esta cachoeira fica na Chapada Diamantina e tem belíssimas quedas d'água, uma acima da outra. O acesso a este cartão-postal natural é realizado por uma trilha na Serra do Sincorá, de nível de exigência moderado, mas que oferece paisagens com formações rochosas. É uma ótima caminhada na Chapada Diamantina para quem quiser começar a se preparar para as trilhas mais longas da região.