PUBLICIDADE
Topo

SPFW 25 anos: Ronaldo Fraga celebra Zuzu Angel com modelos 3D da estilista

Colaboração para Nossa

08/11/2020 22h03

Há 20 anos, Ronaldo Fraga, em seu segundo desfile no São Paulo Fashion Week, mostrava a coleção "Quem Matou Zuzu Angel". No fechamento da edição de 25 anos do evento de moda, o estilista volta ao tema. Porque, segundo ele, a memória do brasileiro é curta e é preciso refrescá-la sobre a história da estilista mineira que, assim como seu filho Stuart, foi assassinada pelo governo militar.

Para isso, Ronaldo sentou-se à mesa e recebeu Zuzu, lançou mão de seu livro de coleção, onde juntou as referências da coleção de 2001, e conversou com a estilista: "Queria ter boas notícias. Estamos no mesmo ano que você viveu", falou o artista. Ele mostrou as estampas dos anjinhos de Zuzu, agora diversos, representando brancos, negros, indígenas, transgêneros e gordos. E modelos em 3D com o rosto da estilista desfilaram looks da coleção Zuzu Vive, feita a partir de linho, seda e algodão.

Foram apresentados vestidos, maxi-camisas e vestidos-camisolas em cores como o azul céu, o vermelho e o roxo, além de ornamentos como rendas renascença feitas no Cariri Paraibano —Zuzu foi pioneira ao incorporar estes elementos em suas coleções — e com bordados em linho desenvolvidos em Mariana e Barra Longa, em Minas Gerais.

Além do desfile, a edição de 25 anos do São Paulo Fashion Week contou com uma performance de fechamento com apresentação de piano de calda no heliponto do Grand Mercure Ibirapuera com a cantora Cida Moreira representando "Angélica", de Chico Buarque, feita em homenagem à Zuzu Angel.