PUBLICIDADE
Topo

Cervejaria se desculpa por foto de negra escravizada em embalagem

Caio Coletti

De Nossa, em São Paulo

26/06/2020 16h43

A Cervejaria Dogma, de São Paulo (SP), disse a Nossa que "lamenta profundamente" pelo uso da imagem de uma mulher negra escravizada na embalagem da cerveja Cafuza, um de seus principais produtos.

A imagem em questão é de autoria de Alberto Henschel, famoso fotógrafo alemão que viveu e trabalhou no Brasil durante o século 19. A Dogma disse que a cerveja Cafuza já foi retirada de circulação.

"Também estamos elaborando estratégias para entender como podemos aprender e colaborar oferecendo espaço de voz sobre o tema. Esperamos a compreensão de todos, principalmente dos nossos clientes", completou, em nota oficial.

Embalagem viralizou

A artista Marina Amaral apontou o uso da imagem na embalagem da Cafuza no Twitter, pois trabalhou com a foto de Henschel anteriormente, em um projeto de restauração. A postagem dela viralizou, com mais de 1.800 retuítes.

"Alguém achou que seria uma boa ideia transformar o rosto dessa mulher escravizada, violentada, explorada e subjugada em imagem ilustrativa de lata de cerveja", escreveu ela.

"E não venham me dizer que vocês não sabiam da origem da imagem, porque fizeram até a associação entre ela e o título original 'Cafuza'", acusou ainda. "Nos poupem. Assumam o erro e consertem".