PUBLICIDADE
Topo

"Decoração hétero" do apartamento de Caio Castro viraliza: isso existe?

Caio Castro em foto tirada dentro do seu apartamento em São Paulo - Reprodução/Instagram
Caio Castro em foto tirada dentro do seu apartamento em São Paulo Imagem: Reprodução/Instagram

Gustavo Frank

De Nossa

04/06/2020 04h00

Com elementos como a mesa de sinuca, grafite e quadros, a decoração do apartamento de Caio Castro, em São Paulo, deu o que falar nas redes sociais. Segundo algumas publicações, o estilo escolhido pelo ator seria "muito hétero".

Ao Nossa, a arquiteta Juliana Junqueira, parceira de Ana Beatriz Franchesi no Mora Estúdio, contou que a intenção era refletir a personalidade de Caio — que participou da concepção do projeto.

"Ele queria colocar tudo o que ele mais ama, essa pegada mais urbana, skate, esportes radicais. Deixar tudo isso bem escancarado e acabando por criar esse choque que as pessoas tiveram".

Juliana diz ainda que, assim como nos demais trabalhos, ela e a colega zelam por "menos do mesmo" e imprimir o cliente do projeto dentro da decoração.

"Os cômodos tiveram mesmo essa proposta de cada um ser um universo à parte, ter uma atmosfera diferente", acrescenta. "E a gente brinca como um quebra-cabeça, então ficou bem eclético. Não existe uma linha definida, transitamos entre o industrial, pop, retrô no banheiro, contemporâneo. Quisemos trazer várias facetas para esse apartamento".

Existe "decoração hétero"?

Com toda essa discussão fervorosa no Twitter, uma pergunta ficou no ar: existe "decoração hétero" para a casa? O decorador Paulo Biacchi (@paulobiacchi) conversou com o Nossa sobre esse conceito.

Apartamento industrial - Reprodução/Pinterest - Reprodução/Pinterest
Sala de estar de apartamento inspirado pela decoração industrial
Imagem: Reprodução/Pinterest

"Essa definição de gênero para um ambiente não faz sentido hoje em dia", opina. "Essa quebra de padrões já existe, por exemplo, em quartos de crianças, por exemplo, sobre o 'azul para meninos' e o 'rosa para meninas'. Hoje os quartos infantis são bem mais ecléticos, com misturas de cores".

Para Paulo, a definição é "estranha" e vem muito de uma herança cultural que carregamos ao longo dos tempos, citando o estilo industrial, marcante na decoração do apartamento, que conta ainda com grafites na parede.

"A gente tem uma herança cultural que coloca cores e estilos dentro de uma caixa", comenta. "O estilo industrial carrega esse estigma por causa das definições".

A história por trás do estilo industrial

Decoração industrial - Reprodução/Pinterest - Reprodução/Pinterest
Decoração industrial aposta em tubulações à mostra, no cimento queimado e cores neutras
Imagem: Reprodução/Pinterest

O decorador aproveitou para contar um pouco mais sobre de onde veio o estilo e o motivo pelo qual ele acabou "saturado" recentemente.

"É um estilo que vem dos lofts nova-iorquinos, de indústrias abandonadas, em que os artistas locais começaram a ocupar e morar dentro deles, deixando a tubulação aparente", diz. "Tudo que é cru é industrial. Então, tem essa coisa de chapas metálicas, enferrujado, preto fosco, pintura fosca, entre outras referências".

Bares e barbearias

Paulo acrescenta ainda que esse tipo de decoração, que mistura o vintage e o industrial, foi muito explorado em barbearias e bares, principalmente em São Paulo, e logo criam as associações citadas nas redes sociais.

"As pessoas acham 'brega', porque já foi muito explorado em bares paulistanos, com esse ar mais despojado e a mistura de industrial e peças vintage", opina. "Isso rolou também nas barbearias, um espaço 'voltado para a beleza hétero'. Existe um estigma preconceituoso, da parte dos homens, de a barbearia ser o local para o cara com barba que quer tirar um tempo para a beleza, mas não ser gay".

"Talvez isso, somado a imagem que as pessoas têm do perfil do Caio Castro, como ator global, surfista, 'pegador' e a representação do homem hétero, gerou essa discussão".

Como dar um descanso para o industrial?

Decoração escandinava - Reprodução/Pinterest - Reprodução/Pinterest
Estilo industrial pode ser misturado com o escandinavo para amenizar as referências
Imagem: Reprodução/Pinterest

Muita gente está cansada de ver o estilo industrial, então Paulo deu algumas dicas para dar um toque a mais para sair da zona de conforto com esse estilo de decoração.

"Uma dica para isso não acontecer é misturar estilos", aconselha. "O industrial mistura bem com o estilo escandinavo, mais minimalista. A partir do uso de cores como o rosa queimado, mostarda ou azul com a saturação mais baixa'".