PUBLICIDADE
Topo

Chefs caseiros podem ser outro golpe para restaurantes dos EUA

O mais jovens, em particular, esperam passar mais tempo na cozinha no pós-Covid, de acordo com pesquisas - Getty Images
O mais jovens, em particular, esperam passar mais tempo na cozinha no pós-Covid, de acordo com pesquisas Imagem: Getty Images

Nic Querolo

Da Bloomberg

07/07/2020 16h54

Restaurantes dos Estados Unidos podem ter que lidar com outra má notícia: muitos americanos que começaram a cozinhar mais em casa durante a pandemia não planejam parar.

Quase um terço de adultos nos EUA disseram que planejam cozinhar em casa ainda mais do que atualmente depois das quarentenas, um dado negativo para o setor de serviços alimentícios, que esperava o retorno em massa dos consumidores. Apenas 7% planeja cozinhar menos depois que a economia reabrir totalmente.

O mais jovens, em particular, esperam passar mais tempo na cozinha no pós-Covid, de acordo com pesquisa com 2.200 cidadãos americanos conduzida pela Bloomberg News e Morning Consult.

Cerca de 43% dos entrevistados da geração Z, nascidos em 1997 ou depois, disseram que planejam cozinhar mais em casa após a pandemia contra apenas 9% dos que afirmaram que cozinhariam menos. O restante disse que seus hábitos alimentares mudariam pouco ou não tinham opinião.

A tendência aponta para uma realidade preocupante para restaurantes e potencial ganho para fabricantes de alimentos embalados, pois a pandemia ameaça transformar permanentemente a maneira como comemos.

As restrições de capacidade já eram um fardo para restaurantes na reabertura, muitos dos quais agora enfrentam uma segunda rodada de fechamentos devido ao aumento de casos de coronavírus em vários estados dos EUA. Um cada dez restaurantes talvez nunca se recupere.