PUBLICIDADE
Topo

Dinamarca suspenderá restrições apesar do recorde de casos de covid-19

Copenhague, na Dinamarca: País nórdico planeja abolir restrições de circulação e manter apenas as de entrada para os turistas - Getty Images
Copenhague, na Dinamarca: País nórdico planeja abolir restrições de circulação e manter apenas as de entrada para os turistas Imagem: Getty Images

da AFP, em Copenhague

26/01/2022 10h24

A Dinamarca suspenderá as restrições contra a covid-19 em 1º de fevereiro, apesar do número recorde de novos casos, por considerar que o elevado índice de vacinação no país é suficiente para combater a variante ômicron, anunciou o governo.

"Eu gostaria que a covid-19 não fosse mais categorizada como uma doença perigosa para a sociedade a partir de 1º de fevereiro", escreveu o ministro da Saúde, Magnus Heunicke, em uma carta aos legisladores, com a proposta para eliminar todas as restrições em vigor, como o uso de máscara ou o fechamento antecipado de bares e restaurantes.

O governo deseja manter apenas certas restrições para a entrada na Dinamarca durante outras quatro semanas, ou seja teste e/ou quarentena de acordo com o país de origem.

Com mais de 46 mil novos casos na terça-feira (25), a taxa de infecção é extremamente elevada no país nórdico, "mas nossa avaliação atual é que a epidemia alcançará em breve seu pico", afirmou o ministro no Twitter.

Quase 60% dos 5,8 milhões de dinamarqueses receberam a dose de reforço da vacina contra a covid-19, um mês antes do calendário previsto pelas autoridades.