PUBLICIDADE
Topo

Voo da Delta entre EUA e China dá meia volta por restrições da covid

Avião da Delta Air Lines: de volta a Seattle - Lukas Wunderlich/Getty Images
Avião da Delta Air Lines: de volta a Seattle Imagem: Lukas Wunderlich/Getty Images

28/12/2021 09h31

A companhia americana Delta Airlines fez voltar para Seattle um avião que voava para Xangai na semana passada, devido às novas restrições sanitárias exigidas no aeroporto, uma decisão criticada pelas autoridades chinesas.

"Para cumprir as condições de limpeza no aeroporto internacional de Xangai Pudong (PVG), que foram decretadas pelo governo chinês em 21 de dezembro, o voo 287 de Seattle para Xangai voltou quando já estava a caminho", informou nesta segunda (27) à AFP um porta-voz da companhia aérea por e-mail.

"Os novos procedimentos de limpeza requerem um tempo em terra consideravelmente mais longo e não são operacionalmente viáveis para a Delta", acrescentou, sem especificar o tipo de requisitos.

Segundo veículos de comunicação chineses, vários passageiros acabaram nos Estados Unidos com testes de detecção para a covid-19 e vistos vencidos, o que levou o consulado chinês em San Francisco a se queixar oficialmente com a Delta.

Companhias aéreas em todo o mundo têm cancelado milhares de voos nos últimos dias porque muitos pilotos e membros da tripulação estão doentes ou em quarentena por causa da variante ômicron da covid-19, altamente contagiosa.

Muitas autoridades também endureceram as restrições, particularmente as chinesas, faltando menos de 40 dias para o início dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim.