PUBLICIDADE
Topo

Podcast

UOL Palmeiras

O podcast para os torcedores do verdão


ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

UOL Palmeiras #16: Abel Ferreira não consegue reverter clima pesado no time

Do UOL, em São Paulo

15/06/2021 16h00

O empate por 1 a 1 no clássico contra o Corinthians pelo Brasileirão deixou o clima ainda mais abatido dentro do Palmeiras. O ambiente de apatia se reflete no desempenho da equipe dentro de campo e também respinga sobre Abel Ferreira. O treinador tem sentido dificuldades para reverter este quadro negativo.

No podcast UOL Palmeiras #16 (ouça na íntegra no episódio acima), o apresentador Pedro Lopes e o repórter Diego Iwata Lima avaliaram o momento da equipe, que já estava abalada após a eliminação na Copa do Brasil para o CRB e as recentes perdas de títulos.

"O clima é de tristeza, desapontamento. Ainda não podemos falar que o Abel corre risco de demissão. Isso está fora de qualquer cogitação, por mais que uma parcela grande da torcida já reclame dele. Porém, o clima é negativo. Ninguém está contente com o momento do Palmeiras. O pessoal está abatido no clube. Basta ver o semblante do Abel", relatou Lima.

Embora não veja Abel em risco, o repórter acha que o treinador precisa de apoio dos dirigentes para ajudar a reverter o cenário de apatia. "A diretoria não quer demiti-lo de jeito algum e entende que ele é um cara muito acima da média. A situação que se coloca é ele se cansar um pouco. Ele queria reforços que não vêm. O que ele vai ganhar é o Dudu, que é um grande reforço. O Abel está muito desgastado também. Ele se expôs muito, deu a cara a tapa. O clima está pesado. É um misto de abatimento com peso. É difícil pensar em reverter isso. A diretoria vai ter que ter muito pulso e respaldar muito o Abel para que ele consiga se recolocar", observou.

Lima destaca que o clima carregado e as cobranças podem esgotar a paciência do treinador. "A situação do Palmeiras não é fácil de reverter. Treinadores estrangeiros que vêm para cá, exceto o Jorge Jesus, acabam sendo surpreendidos pela máquina de moer técnicos que é p futebol brasileiro. Estamos falando de um cara que levantou uma Libertadores, que o Palmeiras não ganhava há 21 anos, e a Copa do Brasil no mesmo ano e de ele sair por não aguentar a pressão. É um negócio totalmente sem lógica para quem vem da Europa. Não acho improvável o Abel pegar as coisas e falar 'pra mim, deu, chega'", finalizou.

Ouça o podcast UOL Palmeiras e confira também a comparação entre as perdas sofridas por Flamengo e Palmeiras com as convocações de seleções.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas" de distribuição de áudio. Você pode ouvir UOL Palmeiras, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e YouTube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL