PUBLICIDADE
Topo

La Liga - 2020/2021

Acusado de racismo por jogador do Valencia, Cala diz: 'Não vou me esconder'

Juan Cala, jogador do Cádiz, foi acusado de racismo por Mouctar Diakhaby, do Valencia - Fran Santiago/Getty Images
Juan Cala, jogador do Cádiz, foi acusado de racismo por Mouctar Diakhaby, do Valencia Imagem: Fran Santiago/Getty Images

05/04/2021 11h48

O zagueiro Juan Cala, do Cádiz, disse que não se esconderá depois de ser acusado de racismo por Mouctar Diakhaby, do Valencia, na partida de ontem entre os dois clubes, pelo Campeonato Espanhol.

O espanhol, que teve uma discussão com Diakhaby que levou o francês a dizer ao árbitro que sofreu uma ofensa racial, afirmou que contará seu lado da história amanhã, em entrevista coletiva.

"Estou muito tranquilo. Não vou me esconder", disse. "Parece que neste país não existe presunção de inocência", acrescentou.

Todo o time do Valencia saiu de campo em protesto depois de Diakhaby dizer que foi ofendido, mas voltou depois de ser alertado pelo árbitro de que poderia ser punido se não voltasse ao gramado.

Diakhaby pediu para ser substituído por não querer continuar a jogar. Cala, que marcou o primeiro gol do Cádiz na vitória por 2 a 1, foi tirado pelo técnico Álvaro Cervera no intervalo.

O Cádiz disse que se opõe ao racismo e à xenofobia "independentemente de quem seja o perpetrador", acrescentando que "qualquer um que cometa estes atos deveria pagar por eles, mesmo se jogar em nosso time".