PUBLICIDADE
Topo

Eliminatórias Sul-Americanas

Presidente do Peru diz: vitória do Brasil teve 'erros grosseiros' do juiz

Presidente do Peru, Martín Vizcarra, criticou a arbitragem de Peru x Brasil - Andina/Xinhua
Presidente do Peru, Martín Vizcarra, criticou a arbitragem de Peru x Brasil Imagem: Andina/Xinhua

14/10/2020 14h41

A derrota do Peru por 4 a 2 para o Brasil nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo foi marcada por "erros grosseiros" do árbitro Julio Bascuñan, disse o presidente peruano, Martín Vizcarra, hoje.

As críticas ao juiz chileno são direcionadas principalmente aos dois pênaltis marcados a favor do Brasil. Ele ainda expulsou o defensor Carlos Zambrano após consulta do VAR, flagrando uma cotovelada do peruano em Richarlison aos 43 minutos do segundo tempo.

Vizcarra afirmou ter ficado irritado e inquieto com o resultado e as decisões da arbitragem. "Infelizmente, tenho que falar como torcedor, como cidadão. O árbitro (chileno) desequilibrou um jogo bem elaborado", disse Vizcarra a repórteres após uma reunião de gabinete no palácio presidencial.

"Que a Fifa, por meio de medidas internas próprias, corrija esses erros contundentes que afetaram a equipe, afetaram a torcida e todo o país. Ainda temos esperanças de nos classificar para o Mundial e esperamos que os erros grosseiros que mudaram o jogo não se repitam no futuro", acrescentou Vizcarra.