PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Às pressas, TV Brasil escalou equipe da Série D para transmitir seleção

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

14/10/2020 04h00

Não foi apenas o torcedor que se surpreendeu com a reviravolta e a transmissão da partida entre Peru x Brasil, na noite desta terça (13), pela TV Brasil. Os empregados da própria Empresa Brasil de Comunicação (EBC), estatal controladora da emissora pública, só foram avisados no início da noite que fariam aquela jornada. O cenário usado foi reciclado do programa esportivo e a equipe que exibe a Série D do Brasileirão, a quarta divisão do futebol nacional, foi escalada para o evento.

A notícia de que a TV Brasil havia obtido autorização para exibir a partida, válida pela segunda rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo, só chegou por volta das 19h. Rapidamente, a equipe de esportes da empresa organizou um material de transmissão e definiu quem faria a narração. O escolhido foi André Marques, que também trabalha com o comentarista Rodrigo Campos nas exibições dos jogos da Série D do Campeonato Brasileiro.

André Marques é velho conhecido do público do Rio de Janeiro. O locutor já atuou por longo tempo na Super Rádio Tupi, do Rio de Janeiro, e também trabalhou no Sistema Globo de Rádio na capital fluminense. Mais recentemente, fez trabalhos na Vasco TV, canal no YouTube dedicado ao clube carioca.

Não foi preciso mobilizar nomes de outros lugares, porque todos que participaram da transmissão já estavam na emissora devido à produção do programa esportivo diário "Stadium", que vai ao ar diariamente às 19h30. É o caso do apresentador Paulo Garittano, que faz a apresentação da atração e atua como editor. Márcio Guedes, outro comentarista do jogo, também faz comentários sobre a rodada do futebol diariamente no jornalístico, um dos poucos programas de repercussão na TV Brasil

Sua participação chamou a atenção pelo fato de Guedes ser um velho conhecido do telespectador. Afastado das grandes redes comerciais e esportivas desde que deixou a ESPN Brasil em 2013, o jornalista está na TV Brasil há alguns anos e atua em jogos e no programa "No Mundo da Bola", mesa redonda semanal que vai ao ar nas noites de domingo. Márcio Guedes, vale lembrar, também é conhecido até os dias de hoje por ter feito dupla com Luciano do Valle na transmissão exclusiva da Copa do Mundo de 1982 pela Globo nos jogos da seleção brasileira.

CBF TV usou comentarista da Globo para jogo

Outra opção aberta para quem não queria ver o jogo na TV estatal era a CBF TV, canal no YouTube da entidade máxima do futebol brasileiro. A dupla de transmissão foi Felipe Santos, ex-narrador do Esporte Interativo, e Rafaelle Seraphim, jornalista do Grupo Globo. Ambos costumam fazer frequentemente transmissões envolvendo jogos da seleção feminina. Pela excepcionalidade, ambos foram convocados e fizeram o jogo masculino. De todas as opções, a CBF TV foi a que menos teve participação de internautas.

Já o EI Plus, que seria exclusivo no Brasil até uma hora antes do início do jogo, acabou ficando restrito a apenas uma opção de pay-per-view. A partida foi feita por André Henning, que mostrou o padrão Turner de transmissão, com Mauro Beting e Vitor Sérgio Rodrigues nos comentários. Mesmo restrito ao serviço de streaming, a tag de transmissão do Esporte Interativo chegou a figurar entre os assuntos mais comentados do Twitter.

Ibope é o maior da história da TV Brasil

Com Peru x Brasil às pressas e quase sem nenhuma divulgação, a TV Brasil conseguiu uma grande audiência para os seus padrões. Acostumada a dar média diária de 0.1 ponto de Ibope na Grande São Paulo, o jogo marcou 3 pontos de média com picos de 4, e fechou em quarto lugar de audiência no principal mercado de televisão do país. A partida venceu Band, RedeTV! e Gazeta e perdeu somente para as maiores redes do país — Globo, Record e SBT.

Ao final do segundo tempo, por volta das 22h45, Peru x Brasil chegou a empatar em 4 pontos de Ibope com o SBT no terceiro lugar — o canal de Silvio Santos exibia o "Programa do Ratinho". Jamais em sua história, desde quando foi fundada em 2007, a TV Brasil atingiu estes números na capital paulista.

Em outros estados, a audiência também foi muito boa. No Rio de Janeiro, o jogo também chegou a picos de 4 pontos do Ibope. Em Porto Alegre, a TVE do Rio Grande do Sul, parceira da emissora estatal, chegou a picos de 5 pontos. Em Brasília, o melhor resultado: picos de 9 pontos de audiência e vice-liderança, vencendo até mesmo Record e SBT, perdendo apenas para a Globo.

No entanto, mesmo com o índice ótimo para o seu patamar, a TV Brasil ficou bem atrás em relação ao que marcou a Globo na última sexta (9) com Brasil x Bolívia, pela 1ª rodada das Eliminatórias. Em São Paulo, a transmissão global marcou 27 pontos de média. No Rio de Janeiro, foram 28 pontos. Na média nacional, a Globo obteve 25 pontos.

UOL Esporte vê TV