Topo

Futebol


Lampard cobra mais ação após ofensas racistas contra atacante do Chelsea

O jovem Tammy Abraham recebeu ofensas racistas nas redes sociais - Murad Sezer/Reuters
O jovem Tammy Abraham recebeu ofensas racistas nas redes sociais Imagem: Murad Sezer/Reuters

16/08/2019 17h22

(Reuters) - O técnico do Chelsea, Frank Lampard, disse ter se sentido "enojado" quando soube das ofensas racistas que o atacante Tammy Abraham recebeu após a derrota para o Liverpool, pela Supercopa da Uefa, e cobrou ações mais contundentes das empresas de redes sociais.

Abraham teve a cobrança de pênalti decisiva, mas teve o chute defendido pelo goleiro Adrian e viu o Liverpool ser campeão em Istambul anteontem (14). Após o resultado, o jovem de 21 anos foi submetido a ofensas raciais nas redes sociais.

"Obviamente, Tammy está mais do que decepcionado, quem não estaria? Estou enojado com este suposto torcedor do Chelsea", disse Lampard a repórteres antes da visita ao Leicester City pelo Campeonato Inglês. "Estou muito bravo por Tammy... E por nós como clube, porque não somos disso".

"Não sei como se permite isso nas plataformas [de redes sociais], é fácil demais. Algo precisa ser feito, além de obviamente mudar as mentalidades completamente", acrescentou o ídolo dos Blues.

O treinador ainda explicou por que colocou Abraham como quinto batedor da decisão por penalidades: "Tammy me pediu para bater o quinto pênalti porque queria tomar a iniciativa em uma noite importante em que o mundo estava assistindo ao jogo. Momentos depois, alguém sentado atrás de um teclado ou celular disse as coisas mais nojentas possíveis."

Futebol