PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Francis Ngannou revela detalhes de recuperação de cirurgia no joelho

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

26/05/2022 17h09

Afastado do octógono do UFC desde o começo do ano por conta de cirurgia no joelho, Francis Ngannou ainda se recupera da operação para poder voltar a lutar. E os duros detalhes de tais operações foram revelados pelo campeão dos pesos-pesados do Ultimate.

Em seu canal no Youtube, o camaronês contou sobre o processo de reabilitação da cirurgia. Ngannou afirmou já ter superado os problemas e dificuldades das primeiras semanas depois do processo operatório, em que sua movimentação ficou bastante limitada.

LEIA TAMBÉM

+ Deiveson Figueiredo se diz 'chateado' com UFC por cinturão interino dos moscas

– Agora posso dirigir. Estou sem muletas. É muito relaxante agora comparado com as primeiras duas ou três semanas, que foram horríveis. Não podia dirigir, nem andar e nem mesmo pegar alguma coisa na geladeira. Foi um baita problema, mas agora eu meio que faço tudo sozinho, o que é bom. Ainda não está 100%, mas estou bem. Ainda dói de noite, mas não dói tanto como no começo – contou ‘The Predator’.

Sobre uma possível previsão de volta às lutas, o camaronês não quis se comprometer com uma data. Se especula que o campeão dos pesados esteja à disposição para lutar no final de 2022, mas este não quer apressar quaisquer planos de retorno por conta da recuperação.

– Em dois ou três meses estarei feliz o suficiente para voltar a treinar. Só um pouco, como correr. Ainda não estou forte o bastante para fazer sparring e acho que é melhor eu dar o tempo certo para me curar de vez. Porque, se eu forçar para voltar mais cedo, acho que terei que refazer a cirurgia. Então, é melhor dar o tempo que eu preciso. Não sou um cara de pressão, quero apenas relaxar para saber o que tenho que fazer e como fazer corretamente – comentou Ngannou.

Quando voltar, o lutador camaronês poderá ter que lidar com as discussões para renovar seu contrato com o Ultimate. Um novo acordo ainda não saiu por discordâncias financeiras e pelo desejo do campeão dos pesados de lutar boxe contra Tyson Fury.

Futebol