PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Em coletiva, Ceni elogia contratações, mas lamenta a falta de um ponta e revela tentativas por Luís Henrique e David

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

26/01/2022 14h36

Na tarde desta quarta-feira, o treinador Rogério Ceni concedeu sua primeira entrevista coletiva do ano no CT da Barra Funda. Após duas semanas de pré-temporada, o treinador pôde dar suas primeiras opiniões sobre a montagem de elenco e suas expectativas para a temporada, comentando sobre as contratações e a ascensão de jogadores da base.

Segundo o presidente Julio Casares, o São Paulo já encerrou o ciclo de contratações nesse mês de janeiro, com a chegada de cinco atletas. Apesar de assumir que o time precisa de mais peças, Ceni avaliou as vindas como positivas:

+ Para saber tudo sobre o São Paulo, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram

– Para brigar mais alto, nós precisamos de mais e eu tenho certeza que a direção está tentando de todas as maneiras conseguir recursos para que a gente obtenha algumas peças a mais no decorrer do ano – afirmou o treinador – Os nomes que chegaram são todos bons jogadores. Nikão, Alisson, Jandrei, Patrick e Rafinha. Todos já jogadores experimentados e que já mostraram capacidade nos clubes aonde jogaram. Sem dúvida, nesse sentido a gente se sente melhor e com mais opções do que no ano passado.

A carência mais lamentada pelo treinador foi a de um ponta de velocidade. Ceni pede a chegada de mais uma peça no setor desde o ano passado. O clube falhou negociações com Douglas Costa, do Grêmio e Soteldo, do Toronto FC, e durante a coletiva o treinador são paulino ainda apontou dois desejos que devido a condição financeira do clube, não foram possíveis.

“Dois jogadores que eu achei que seriam interessantes. Um mais difícil, que é o Luís Henrique, que eu gosto muito e hoje está com o Sampaoli, e o David. Esses jogadores infelizmente não conseguimos realizar as negociações, então a gente muda o jeito de jogar para se adaptar com as peças que tem aqui. E tenta também dentro da base, com a volta do Toró, a subida do Caio, Marquinhos tentando ficar mais maduro, a gente vai tentar encontrar alguém que substitua esse que não podemos trazer no momento para o São Paulo.”

Futebol