PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Presidente da Chapecoense lamenta a campanha: 'Sabíamos que seria difícil lutar para ficar na série A'

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

07/12/2021 01h19

A coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (06) após a derrota da Chapecoense frente ao Sport por 1 a 0 na Arena Condá contou com a presença somente do presidente do clube, Gilson Sbeghen. O presidente falou pouco sobre a partida em si, mas foi bastante perguntado sobre a temporada inteira da Chapecoense no ano de 2021.

LEIA MAIS + | Atuações ENM: Geuvânio é expulso e Chapecoense perde para Sport

Para saber tudo da Chapecoense, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook. E se inscreva no nosso YouTube.

Sbeghen culpou principalmente o quadro financeiro da Chapecoense pelo ano vexatório no Campeonato Brasileiro, e avalia que todos na Chape se empenharam como podiam.

? Nós sabíamos que teríamos um campeonato muito complicado em razão das nossas dificuldades financeiras. Procuramos sempre fazer o melhor, mas alguns detalhes do jogo fez com que perdêssemos, como hoje com a expulsão. Fizemos bons jogos: contra o campeão brasileiro Atlético Mineiro, contra o Flamengo que foi à final da Libertadores, tivemos também alguns tropeços que não poderíamos ter. Foi uma temporada bem complicada, chegamos ao final com esse resultado, que não era o que nós esperávamos. Nós primamos sempre pela responsabilidade financeira e pela responsabilidade orçamentária, não queríamos deixar um legado de dívidas para os próximos anos. Já vínhamos com um aumento das dívidas em 2019 e 2020, precisávamos estancar esse momento para não inviabilizar o clube para os próximos anos e isso nós conseguimos fazer. – disse Sbeghen.

LEIA MAIS + | Chapecoense anuncia saída de Matheus Ribeiro e Alan Santos

O presidente também comentou sobre a atuação do departamento de futebol da Chapecoense no ano, com relação a montagem do elenco do Verdão do Oeste.

? O departamento de futebol tentou fazer o melhor dentro da disponibilidade financeira que ele possuía, e assim como a diretoria, estavam alinhados com o objetivo da tornar a Chapecoense viável para os próximos anos. Claro que algumas contratações não deram certo, mas não vamos individualizar. A situação não é a que a gente esperava (chegar ao fim do ano com essa pontuação), sabíamos que seria difícil lutar para permanecer na série A, não poderíamos fazer loucuras gastando vinte ou trinta milhões sem ter essa garantia de ficar na primeira divisão. – avaliou Sbeghen.

Gilson Sbeghen também projetou o 2022 da Chapecoense. Para ele, o clube deve utilizar o que houve de positivo nesse ano, como a utilização de garotos da base no time principal, para a próxima diretoria cumprir os objetivos do ano que vem: ‘pelo menos se mater na série B e continuar o trabalho de reestruturação financeira do clube.’

CONFIRA A COLETIVA NA ÍNTEGRA:

A próxima e última partida da Chapecoense pelo Campeonato Brasileiro de 2021 será quinta-feira (09) às 21h30, contra o Fluminense no Maracanã.

Futebol