PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ricardo Silva atribui ao cansaço queda de desempenho do América-MG na reta final

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

29/11/2021 20h41

O América-MG não conseguiu vencer o Bragantino em duelo fora de casa neste sábado (27). O time perdeu um pouco do gás que colocava a equipe como uma das principais campanhas do segundo turno no Campeonato Brasileiro. Para Ricardo Silva, zagueiro titular do time, o cansaço não só atrapalha o Coelho como prejudica todas as equipes do torneio.

+De saída: América-MG não renovará contrato com Bruno Nazário

O América-MG não vence desde o dia 13/11, quando atropelou o Grêmio por 3 a 1 no Independência. Desde lá são dois empates e uma derrota, que não preocupam quanto ao sonho da permanência, mas distanciam o time da briga real por vaga na libertadores.

Leia o que falou o zagueiro do Coelho:

QUAL O OBJETIVO AGORA DO AMÉRICA-MG?

– O objetivo do América esse ano sempre foi a permanência. Sabemos que matematicamente ainda tem uma porcentagem, mas nosso objetivo ainda é esse. Agora a gente tem mais um jogo importante, onde nós devemos pontuar dentro da nossa casa, dando um passo de cada vez eu tenho certeza que quando você escapa do rebaixamento, a gente vai sonhando com o próximo passo.

+América-MG espera bom público contra a Chape; Ingressos estão à venda

QUAL O PONTO POSITIVO O NEGATIVO DA TEMPORADA?

– O objetivo do América esse ano sempre foi a permanência. Sabemos que matematicamente ainda tem uma porcentagem, mas nosso objetivo ainda é esse. Agora a gente tem mais um jogo importante, onde nós devemos pontuar dentro da nossa casa, dando um passo de cada vez eu tenho certeza que quando você escapa do rebaixamento, a gente vai sonhando com o próximo passo.

O QUE GEROU ESSA QUEDA DE DESEMPENHO DO AMÉRICA NA RETA FINAL?

+FMF divulga tabela e América conhece compromissos no Mineiro 2022; veja

– O cansaço quando vai chegando o final de ano é complicado. Principalmente da temporada passada pra essa não tivemos as férias. Ninguém podia nem sair de casa. É mais o cansaço mental, nós temos que estar muito fortes mesmo, temos que vencer as maiores dificuldades.

Futebol