PUBLICIDADE
Topo

Cuiabá

Cuiabá manda ofício para CBF após polêmica de arbitragem contra Bahia

Revisão do VAR em gol anulado do Cuiabá sobre o Bahia gerou irritação da diretoria da equipe do centro-oeste - Reprodução
Revisão do VAR em gol anulado do Cuiabá sobre o Bahia gerou irritação da diretoria da equipe do centro-oeste Imagem: Reprodução

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

22/11/2021 18h19

A diretoria do Cuiabá, em nota oficial na tarde de hoje, diz ter encaminhado um ofício para a Comissão de Arbitragem da CBF, referente aos erros cometidos pela arbitragem na partida contra o Bahia, no último domingo (21).

O clube solicita uma análise da ouvidoria, um pedido dos áudios do VAR e mais imparcialidade nas partidas.

Após o empate em 0 a 0 diante do Bahia, o Dourado se viu prejudicado em dois lances que ocasionaram em gols, e que foram irregularmente anulados pelo árbitro Raphael Claus. Na nota divulgada pelo time cuiabano, é cobrada uma reciclagem da qualificação do árbitro, destaca os lances que levaram a esse erro e um pedido de imparcialidade da arbitragem na reta final do Campeonato Brasileiro.

Também na nota, é destacada a fala do vice-presidente do Cuiabá, Cristiano Dresch, que disse:

"O Raphael Claus é um dos melhores árbitros do quadro nacional, é da Fifa, sempre com atuações seguras. E ontem tivemos dois erros gravíssimos. No primeiro, o VAR marcou a linha no momento errado, depois da bola ter saído do pé do Max. Gravíssimo. No segundo marcou uma falta inexistente e que o árbitro estava de frente".

Além disso, complementou dizendo que os responsáveis pelo apito estão indo para os jogos pressionado.

"Os árbitros estão entrando nos jogos pressionados. O que aconteceu em Flamengo e Bahia, foi um reflexo do que o Flamengo fez por causa do jogo da Chapecoense. E o Bahia fez um escarcéu enorme na mídia. Quem arcou com as consequências dessa pressão foi o Cuiabá. O árbitro não estava mal-intencionado, mas a pressão era tão grande nas costas que ele vai marcar a favor do prejudicado antes. O mínimo que ele deveria ter feito era ter revisado o segundo gol pelo VAR. O Cuiabá não precisa ser ajudado, só precisamos que não sejamos prejudicados".

O clube, agora aguarda uma resposta da CBF sobre o ofício encaminhado. Enquanto, se prepara para o próximo duelo contra o Palmeiras, que acontecerá no dia (30), na Arena Pantanal.

Cuiabá