PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Tiago Splitter, ex-jogador, será auxiliar de Gustavo De Conti na Seleção Brasileira

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

23/09/2021 11h04

Nessa quinta-feira (23), a Confederação Brasileira de Basquete confirmou a volta de Tiago Splitter para a seleção brasileira. Desta vez como auxiliar de Gustavo De Conti. O ex-pivô fez história ao se tornar o primeiro brasileiro campeão da NBA com o San Antonio Spurs e atualmente é auxiliar técnico do Brooklyn Nets.

Tiago retorna para a seleção em um momento de muita expectativa após a confirmação de Gustavinho como novo comandante, anunciado na última segunda-feira (20), e os dois continuarão com os seus cargos no Brooklyn Nets e Flamengo respectivamente.

Sobre a sua volta a seleção, mas agora como auxiliar técnico, Tiago Splitter mostrou felicidade e confiança em sua nova trajetória pelo Brasil:

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

– Para mim é um orgulho enorme estar na comissão técnica da Seleção depois de muitos anos jogando como atleta. Poder ajudar o meu país na comissão técnica com o Gustavo De Conti. Acho que temos um grande desafio pela frente, mas com muita dedicação e muito orgulho estou entrando nessa comissão técnica e fazendo parte desse projeto. Agradecer também a confiança do Guy Peixoto, presidente da CBB, do Marcelo Pará, do Diego Jeleilate e do Gustavo De Conti por fazer parte dessa comissão – disse Splitter.

+ Gustavo De Conti assume o cargo de treinador da seleção brasileira de basquete masculino

Além de fazer história jogando na NBA, Tiago também fez parte de um grande ciclo da seleção brasileira quando atuava. Ele conquistou as medalhas de ouro com a Seleção Brasileira no Campeonato Sul-Americano de 2003, nos Jogos Pan-Americanos de 2003, na Copa América de Basquetebol 2005, no Copa América de Basquetebol de 2009 e na Copa América de Basquetebol de 2011. Com o Brasil, ele também jogou o Campeonato Mundial de Basquetebol de 2002, 2006, 2010, 2014, e as Olimpíadas de 2012, em Londres.

Agora o novo comando técnico terá o desafio de levar a seleção de volta para as Olimpíadas após ficar de fora de Tóquio. Mas o primeiro grande desafio será na Copa América de 2022, sediada no Brasil. E a estreia será já em Novembro válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2023, em duas partidas contra o Chile.

Futebol