PUBLICIDADE
Topo

Drogba diz que Copa de 2010 mudou pensamento do mundo sobre a África

Drogba será candidato à presidência da Federação de Futebol da Costa do Marfim - Dan Istitene/Getty Images
Drogba será candidato à presidência da Federação de Futebol da Costa do Marfim Imagem: Dan Istitene/Getty Images

10/07/2020 14h25

O ex-jogador marfinense Didier Drogba afirmou, hoje, durante o fórum virtual WFS Live, que a Copa do Mundo de 2010 foi uma revolução para o futebol da África, que mostrou ser possível receber grandes eventos.

"O Mundial da África do Sul foi o início de uma nova maneira de se pensar na África. Acreditávamos que podíamos organizar um Mundial, e pode-se ver que a África do Sul estava preparada", disse o ídolo do Chelsea, durante mesa-redonda do evento organizado pela World Football Summit e pelo ex-jogador Ronaldo.

"Agora, a organização dos jogos da Liga dos Campeões da África ou os jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo, são muito diferentes de como eram antes da Copa de 2020", completou o ídolo do Chelsea.

Aposentado desde 2018, quando deixou o Phoenix Rising, dos Estados Unidos, Drogba considerou que, com o Mundial, o continente entendeu que estava pronto para receber grandes eventos.

Drogba participou de mesa-redonda que teve a presença de Abdel Bah, secretário-geral da Confederação Africana de Futebol (CAF); do técnico do Mamelodi Sundowns, da África do Sul, Pitso Mosimane; e do diretor da empresa HEA Sports, Hicham El Amrani.

Bah concordou com a visão apresentada pelo ex-jogador marfinense."A Copa da 2010 mostrou ao mundo que a África poderia fazer", afirmou o dirigente da CAF.

El Amrani foi outro a destacar a mudança de percepção sobre o continente africano e sobre a África do Sul. Já Mosimane lembrou do balanço feito sobre a competição, que completa dez anos da realização.

"O presidente da Fifa disse que foi o melhor Mundial organizado até então. Os estádios ficaram prontos a tempo, embora houvesse quem tenha duvidado, e foram estádios de nível mundial. Além disso, mostrou a muita gente o que a África é", garantiu o técnico do Sundowns.

Candidatura na Costa do Marfim

No fim da mesa-redonda, Drogba foi questionado sobre a candidatura à presidência da Federação de Futebol da Costa do Marfim, garantindo que o projeto segue de pé e tem um objetivo muito claro para ele.

"Unir as pessoas, impactar o jogo e a sociedade", explicou o ex-atacante.

"Há muitos anos, quando meu país estava em guerra, vimos o impacto de oferecer mensagens positivas. Vivemos em 2020, e o mundo está mudando. Temos que utilizar a evolução tecnológica para melhorar, crescer como país e ajudar a próxima geração", completou.

Futebol