PUBLICIDADE
Topo

Vôlei

Clube promove "vaquinha" para repatriar corpo de líbero brasileiro morto

Antonio Garcia/EFE
Imagem: Antonio Garcia/EFE

18/09/2018 09h55

O Voleibol Teruel, clube espanhol no qual o brasileiro Vinicius Noronha atuava, iniciou uma campanha de arrecadação de fundos para repatriar ao Brasil o corpo do jogador, encontrado morto ontem em sua casa, explicou nesta terça-feira o presidente da instituição, Carlos Ranera.

Após o velório de Vinicius, Ranera explicou que o clube decidiu lançar essa campanha para ajudar a família do jogador, que "já sofreu bastante ao ter perdido um filho e um irmão", pois o custo da operação "é alto", de até 10 mil euros.

O dirigente lembrou que essas despesas incluem o transporte aéreo do caixão, a preparação do corpo para a viagem, além de levar os objetos pessoais do jogador até o Brasil.

O Voleibol Teruel divulgou duas contas para depósito nas redes sociais para que os interessados possam fazer doações.

A autópsia do corpo de Vinicius, que deve determinar a causa da morte, será realizada nesta terça-feira.

Vôlei