PUBLICIDADE
Topo

Esporte

PSG goleia com hat-trick inusitado e vai às oitavas; Bayern também avança

31/10/2017 19h53

(Corrige data no quinto parágrafo)



Paris, 31 out (EFE).- Com direito a hat-trick inusitado, o Paris Saint-Germain goleou nesta terça-feira o Anderlecht em casa por 5 a 0 e garantiu classificação às oitavas de final da Liga dos Campeões com duas rodadas de antecipação no grupo B, pelo qual o Bayern de Munique, jogando em Glasgow, derrotou o Celtic por 2 a 1 e também já conseguiu uma vaga na próxima fase.

No estádio Parc des Princes, em Paris, o meia italiano Marco Verratti abriu o placar aos 30 minutos da etapa inicial. Pouco antes do intervalo, aos 49, Neymar ampliou, em belo chute de fora da área, assumindo o terceiro lugar na lista de artilheiros brasileiros na história do torneio, com 25 gols, ao lado de Jardel e Élber. Rivaldo tem 27, e Kaká continua líder, com 30.

No segundo tempo, brilhou a estrela do lateral-esquerdo francês Layvin Kurzawa, talvez o titular menos badalado do PSG. Ele balançou as redes aos 7, 27 e 33 minutos do primeiro tempo. Até hoje, apenas o atacante Zlatan Ibrahimovic havia feito três ou mais gols em um jogo de 'Champions' pelo PSG - e coincidentemente em vitória sobre o Anderlecht, por 5 a 0, em 2013. Na ocasião, porém, o sueco marcou quatro vezes.

Com a vitória, o time comandado pelo espanhol Unai Emery chegou a 12 pontos, 17 gols marcados e nenhum sofrido. Líder isolado, o Paris Saint-Germain já está garantindo nas oitavas, e o Anderlecht segue zerado, sem chances de classificação.

Para o jogo desta terça-feira na capital francesa, o PSG não contou com o brasileiro naturalizado italiano Thiago Motta, lesionado. Com isso, o alemão Julian Draxler entrou na linha de meio de campo para atuar ao lado do italiano Marco Verratti, com o francês Adrien Rabiot recuado para a função de primeiro volante.

A principal novidade na escalação foi o retorno de Neymar na vaga do argentino Ángel di María. O brasileiro cumpriu suspensão na vitória sobre o Lille por 3 a 0, em casa, pelo Campeonato Francês, devido à expulsão no empate com o Olympique de Marselha em 2 a 2, uma semana antes.

Com fome de bola, depois de ter visto os companheiros entrarem em campo pela competição nacional, o camisa 10 quase abriu o placar logo no primeiro minuto, após receber passe na medida de Mbappé e bater de perna esquerda para boa defesa do goleiro Boeckx.

Exatamente como no primeiro lance de perigo, a pressão do Paris Saint-Germain funcionou bem. Aos 9, Neymar recebeu na entrada da área, de frente para o gol e bateu colocado. O craque só não contava com Cavani bem na linha da bola, para impedir a ação ofensiva.

Sem deixar o adversário passar do meio de campo, o PSG foi criando chances. Aos 16, Draxler parou em defesa de Boeckx. O goleiro, no minuto seguinte, apareceu de novo para evitar que Mbappé marcasse. Já aos 19, Cavani foi quem ficou perto de marcar, em finalização de cabeça que passou muito perto do gol.

Apesar da pressão, o time da casa só conseguiu abrir o marcador aos 30 da primeira etapa, em grande estilo, é verdade. Após troca de passes, Neymar serviu Mbappé, que deu passe na medida para Verratti, que ainda cortou marcador antes de bater com categoria para o fundo das redes.

A primeira ação ofensiva do Anderlecht a levar perigo ao PSG aconteceu apenas aos 36 minutos, quando Trebel recebeu na entrada da área e bateu firme, obrigando Areola a fazer boa intervenção. A resposta veio aos 44, quando Daniel Alves acertou belo chute da entrada da área, que saiu muito perto do ângulo direito de Boeckx.

A equipe parisiense chegou ao segundo gol aos 49, após o árbitro espanhol David Fernández Borbalán sinalizar dois minutos de acréscimo. Draxler cobrou curtinho para Neymar, que cortou para o meio e bateu com categoria, acertando o canto esquerdo.

Logo aos 4 da etapa complementar, o atacante brasileiro voltou a ter grande oportunidade, após lindo passe de Daniel Alves. O camisa 10 recebeu na área, girou o corpo e bateu cruzado, em bola que saiu muito perto da trave esquerda defendida por Boeckx.

O terceiro gol do Paris Saint-Germain saiu aos 7, depois que Neymar cobrou falta da entrada da área, o goleiro desviou em direção para a trave, mas, no rebote, Kurzawa finalizou livre, com toque para o fundo das redes.

Embora batido, o Anderlecht repetiu o que já havia feito na Bélgica, mantendo a intenção de atacar. Aos 16, Obradovic recebeu nas costas de Daniel Alves, cortou para o meio e soltou um foguete, em bola que passou muito perto do travessão.

Em ritmo de treino, o PSG chegou ao quarto aos 27, quando Neymar caprichou no lançamento para Daniel Alves, que recebeu na direita e cruzou na medida para Kurzawa marcar de peixinho, com gol aberto. O lateral-esquerdo comemorou no melhor estilo Roger Milla, imitando a dancinha do atacante camaronês junto a bandeirinha de escanteio.

O terceiro do defensor francês saiu pouco depois, aos 33, de novo em jogada com participação decisiva do lateral-direito titular da seleção brasileira, que inverteu bola e achou o companheiro livre para encher o pé e estufar as redes.

Com participação ativa no jogo, Daniel Alves tentou marcar o seu gol, aos 41 minutos. O defensor pegou sobra, após vacilo da defesa do Anderlecht e encheu o pé, em bola que passou muito perto do gol defendido por Boeckx.

No outro jogo da chave, o Bayern de Munique também carimbou o passaporte para as oitavas, graças a vitória sobre o Celtic por 2 a 1, em Glasgou. O time alemão tem nove pontos, contra três da equipe escocesa, com seis a serem disputados.

Como levou a melhor nos dois confrontos diretos, em caso de ficarem iguais no fim das seis rodadas, os comandados pelo veterano Jupp Heynckes levarão a melhor no primeiro critério de desempate.

Hoje, o Bayern, que contou com o lateral Rafinha entre os titulares, saiu na frente do placar aos 22 minutos do primeiro tempo, com gol do atacante francês Kingsley Coman, após assistência do goleiro Sven Ulreich.

O meia escocês Callum McGregor até tentou manter o Celtic vivo, marcando aos 29 da etapa complementar. Três minutos depois, no entanto, o volante espanhol Javi Martínez assegurou a classificação do time de Munique.



Ficha técnica:.

Paris Saint-Germain: Areola; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Kurzawa; Rabiot (Pastore), Verratti (Lo Celso) e Draxler; Mbappé (Di María), Neymar e Cavani. Técnico: Unai Emery.

Anderlecht: Boeckx; Appiah, Mbodji, Spajic (Sá) e Obradovic; Dendoncker, Kums e Trebel; Gerkens, Onyekuru (Stanciu) e Hanni (Teodorczyk). Técnico: Hein Vanhaezebrouck.

Árbitro: David Fernández Borbalán (Espanha), auxiliado pelos compatriotas Raúl Cabanero e Diego Barbero Sevilla.

Gols: Verratti, Neymar e Kurzawa (3) (Paris Saint-Germain).

Estádio: Parc des Princes, em Paris (França).

Esporte