PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Diego Ferreira lamenta não ter 'aproveitado' vitória sobre Pettis e critica tops dos leves

Ag. Fight

Ag. Fight

04/12/2020 07h00

O ano de 2020 deu indícios de que seria muito bom para Carlos Diego Ferreira. Logo em janeiro, o lutador conseguiu sua maior vitória no UFC, ao finalizar Anthony Pettis, ex-campeão peso-leve (70 kg) da franquia. No entanto, o brasileiro, desde então, não voltou a se apresentar no octógono, o que parece deixá-lo frustrado.

Em entrevista ao site 'BJPenn.com', o atual número nove do ranking da categoria citou que lesões e a pandemia de coronavírus foram responsáveis por ele não conseguir capitalizar sua última atuação para realizar duelos maiores na sequência. O lutador tem retorno confirmado ao UFC para o dia 6 de fevereiro, quando encara Beneil Dariush.

"Tem sido muito frustrante. Não consegui lutar depois do COVID e tive uma lesão. Tem sido muito difícil. Essa vitória (contra o Pettis) foi boa, gostaria de ter capitalizado um pouco mais com mais algumas lutas, mas estou animado para 2021 para ver o que temos pela frente", afirmou o brasileiro que acumula seis vitórias seguidas.

Outra questão também parece deixar Diego Ferreira incomodado. Apesar da grande sequência de resultados positivos, o brasileiro ainda não desperta o interesse de lutadores que estão no top 5 da divisão. No seu próximo compromisso, ele vai encarar o atual número 15. Por isso, o lutador traçou um paralelo da sua situação com a de Charles do 'Bronx', que conviveu com esse cenário por muito tempo.

"Não sei, sinto que todos estão com medo. Pedi a todos acima de mim para lutar, mas ninguém quer. É assim que funciona o UFC , mas eu e Charles somos consistentes, então não entendo porque estamos longe dessas grandes lutas. Estamos em uma sequência de grandes vitórias e um cara que acabou de assinar com o UFC (Michael Chandler)... Estão tentando colocar um adversário (para ele) entre os três primeiros. Espero conseguir um grande nome em um grande evento em breve", completou.

Ex-campeão peso-leve do 'Legacy FC', Diego Ferreira compete pelo UFC desde 2014 e acumula oito vitórias e duas derrotas pela principal organização da modalidade do mundo. Na última vez que pisou no octógono, em janeiro deste ano, o brasileiro finalizou o ex-campeão Anthony Pettis na edição de número 246 do show. No total, o atleta soma 17 triunfos e dois reveses em seu cartel no MMA profissional.

Esporte