PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Vidal minimiza importância da decisão do TAS

28/08/2017 16h13

Santiago, 28 Ago 2017 (AFP) - A decisão do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) "não me interessa muito", afirmou nesta segunda-feira o meia chileno Arturo Vidal, convencido de que a seleção de seu país precisa ganhar em campo os pontos que restam para garantir a classificação à Copa do Mundo da Rússia-2018.

Vidal se incorporou nesta segunda à seleção chilena, que se prepara para o duelo de quinta-feira contra o Paraguai, pela reta final das eliminatórias sul-americanas.

"O TAS não me interessa muito, o importante é ganhar em campo os pontos que restam" a disputar para garantir "tranquilamente" a classificação à Copa do Mundo do ano que vem, afirmou o meia do Bayern de Munique em sua chegada ao Chile.

A quatro rodadas para o fim das eliminatórias sul-americanas, que distribuem quatro vagas diretas para a Rússia e uma para a repescagem, as seleções do continente aguardam a decisão definitiva do TAS sobre os pontos ganhos por Chile e Peru na justiça interna da Fifa pela escalação indevida de jogadores da Bolívia nas partidas contra estas duas seleções.

O Chile recebeu os dois pontos que havia perdido ao empatar em casa com a Bolívia. Hoje, os chilenos ocupam a quarta colocação das eliminatórias com 23 pontos, um a mais que a Argentina, quinta colocada. O Brasil, líder com 33 pontos, já está classificado.

Após enfrentar os paraguaios, antepenúltimos das eliminatórias com 18 pontos, o Chile viaja até a altitude de La Paz para encarar a Bolívia.

Esporte