PUBLICIDADE
Topo

Esporte

São Paulo luta para sediar torneio de quadribol, esporte de Harry Potter

Quadribol foi criado em 2005 e tem até Copa do Mundo; na imagem, a seleção brasileira em jogo do Mundial de 2018 - Jenny Krafczyk/Divulgação
Quadribol foi criado em 2005 e tem até Copa do Mundo; na imagem, a seleção brasileira em jogo do Mundial de 2018 Imagem: Jenny Krafczyk/Divulgação

Gustavo Setti

Do UOL, em São Paulo

28/11/2021 11h00

Prepare as varinhas e as vassouras voadoras. A cidade de São Paulo está na disputa para sediar o Pan-Americano de quadribol, esporte mais popular de Harry Potter, saga que recentemente completou 20 anos da chegada aos cinemas. Mas, diferente do mundo bruxo, a competição será apenas entre "trouxas", como são chamados os seres humanos incapazes de fazer magia.

São Paulo disputa com Lima, capital do Peru, para ver quem sediará o Pan em 2022. A IQA, a Associação Internacional de Quadribol, que regula o esporte criado em 2005 por estudantes dos Estados Unidos, não divulgou uma data específica para anunciar o resultado, mas a expectativa é que a cidade vencedora seja conhecida até o final do ano.

O Pan-Americano do ano que vem ocorrerá ao longo de três dias de competição entre junho e agosto. Será a segunda edição do Pan de quadribol, realizado pela primeira vez em 2019, em Richmond, nos Estados Unidos. Os donos da casa foram campeões na ocasião contra México e Canadá.

A candidatura de São Paulo foi organizada em parceria entre a ABRQ (Associação Brasileira de Quadribol) e a Associação Paulista de Quadribol, que está em contato com a prefeitura de São Paulo. Caso a capital do estado vença Lima, o local favorito para receber os jogos é um campo no bairro Bom Retiro, e a área das partidas deve atender um padrão de tamanho estabelecido pela IQA, entre outros pré-requisitos, como ter transporte público nas redondezas.

Seleção brasileira

Quadribol 1 - Jenny Krafczyk/Divulgação - Jenny Krafczyk/Divulgação
Partida da seleção brasileira na Copa do Mundo de Quadribol, em 2018
Imagem: Jenny Krafczyk/Divulgação

De acordo com o diretor de Esporte da ABRQ, Johann Daflon, a organização espera que EUA, Canadá, México e Argentina confirmem presença no Pan em São Paulo, além do Brasil, é claro. A seleção brasileira deverá ser convocada pela comissão técnica comandada pelo treinador Chico no início do ano e iniciará os treinamentos.

A expectativa da ABRQ é que a equipe brasileira obtenha melhores resultados a partir das próximas competições. O Brasil participou das últimas duas Copas do Mundo: foi 16º entre 21 países em 2016 e 27º entre 29 equipes em 2018. Os EUA são os maiores campeões, com três títulos em quatro edições. A próxima edição do Mundial será em 2023, em Richmond.

Veja partida do Brasil na Copa do Mundo de Quadribol de 2018:

"O Brasil já participa algumas vezes, mas a gente só é visto como mais um país entre outros que têm quadribol. Agora, a gente quer ser um país competitivo", afirmou Johann, que vê um aumento no interesse pela modalidade.

"O pessoal no Brasil está muito animado mesmo. Em 2018, o cenário do quadribol no Brasil estava meio morno, poucas pessoas engajadas. Em 2019, teve um boom. A galera está muito animada para ter uma competição internacional, o Pan. Muita gente surgiu oferecendo ajuda, querendo engajar o esporte no Brasil e aumentar o desenvolvimento", disse.

Como funciona o quadribol

Quadribol 2 - Iara Luiza Ferreira Gomes/ABRQ - Iara Luiza Ferreira Gomes/ABRQ
A goles é representada por uma bola de vôlei; os balaços são bolas de borracha
Imagem: Iara Luiza Ferreira Gomes/ABRQ

O quadribol é disputado por dois times, com sete jogadores em campo cada: um goleiro, três artilheiros, dois batedores e um apanhador. Eles usam faixas de diferentes cores na cabeça para identificar cada posição. As substituições são livres, e as equipes não podem ter mais de 4 jogadores com a mesma identidade de gênero em campo ao mesmo tempo. Durante a partida, todos os atletas devem estar montados em uma haste rígida de plástico, que representa as vassouras voadoras de Harry Potter.

Os artilheiros e o goleiro correm e passam a goles (que deve ser uma bola de vôlei) entre si na tentativa de marcar em um dos três aros na extremidade oposta do campo. O goleiro e os artilheiros adversários defendem seus aros. Cada gol vale 10 pontos.

Já os batedores lançam balaços (bolas de borracha, como de queimada). Cada partida conta com três balaços. Qualquer jogador atingido por um balaço lançado por um batedor adversário estará "queimado" e deverá soltar qualquer bola que esteja carregando, desmontar da vassoura e retornar para seus próprios aros antes de poder voltar ao jogo.

O pomo de ouro

Quadribol 3 - Reprodução - Reprodução
Harry Potter tenta capturar o pomo de ouro em cena de 'Harry Potter e a Pedra Filosofal'
Imagem: Reprodução

Os fãs de Harry Potter devem estar se perguntando: "E o pomo de ouro?". Na saga, a função do apanhador é capturar o pomo, uma esfera dourada do tamanho de uma noz com asas que voa em altas velocidades em torno do campo de quadribol. No mundo bruxo, o time do apanhador que captura o pomo recebe 150 pontos, e a partida termina após a captura, como Olívio Wood, capitão e goleiro da Grifinória no início dos anos 1990, explica a Harry em "Harry Potter e a Pedra Filosofal".

Se pegar essa bola, o jogo acaba. Se pegá-la, Potter, nós ganhamos. Olívio Wood

Quadribol 4 - Alpha Omega Sports Photography/Divulgação - Alpha Omega Sports Photography/Divulgação
Apanhadores tentam capturar o pomo em partida da Copa do Mundo de Quadribol, em 2018
Imagem: Alpha Omega Sports Photography/Divulgação

Já no quadribol dos "trouxas", o pomo é representado por uma bola de tênis dentro de uma meia que é fixada na parte externa da bermuda do corredor do pomo. Assim como no mundo bruxo, a função do apanhador é agarrar a bola. O corredor do pomo entra em campo aos 18 minutos de jogo e tenta dificultar o trabalho dos apanhadores. O time do apanhador que capturar o pomo recebe 30 pontos, e a partida é finalizada.

Quer jogar quadribol? Entre em contato nas redes sociais com a ABRQ, que tem times registrados nos seguintes estados: Alagoas, Ceará, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, além do Distrito Federal.

Esporte