PUBLICIDADE
Topo

Basquete

Basquete: presidente da Fiba se afasta em meio a investigação sobre assédio

Hamane Niang é acusado de negligenciar casos no período em que chefiava a Federação de Basquete de Mali - Visual China Group via Getty Images/Visual China Group via Getty Images
Hamane Niang é acusado de negligenciar casos no período em que chefiava a Federação de Basquete de Mali Imagem: Visual China Group via Getty Images/Visual China Group via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

14/06/2021 15h55

O presidente da Fiba (Federação Internacional de Basquete), Hamane Niang, se afastou do cargo em meio a uma investigação sobre "assédio sexual sistêmico" na Federação de Basquete de Mali, seu país de origem. O caso foi revelado pelo The New York Times.

O dirigente não é acusado diretamente de cometer abusos contra jogadoras, mas sim suspeito de negligenciar "amplamente agressões contra mulheres" entre 1999 e 2011.

Neste período, ele chefiava a federação de Mali e acumulava o cargo de ministro do esporte do país, que tornou-se forte no basquete feminino a nível mundial.

Em comunicado, a Fiba afirmou que Niang "nega veementemente" as alegações, mas que aceitou se afastar temporariamente enquanto a investigação está em curso.

O sheik Saud Ali Al-Thani, primeiro vice-presidente da Fiba, vai assumir o papel de Niang e como gestor do esporte nas Olimpíadas de Tóquio.

Basquete