PUBLICIDADE
Topo

Paulista - 2020

Globo restringe São Paulo e Santos ao Premiere e tenta recuperar assinantes

Pablo, atacante do São Paulo, disputa bola com Marinho, atacante do Santos, durante partida na Vila Belmiro - Bruno Ulivieri/AGIF
Pablo, atacante do São Paulo, disputa bola com Marinho, atacante do Santos, durante partida na Vila Belmiro Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

20/07/2020 12h00

Suspenso desde o avanço da pandemia do coronavírus, o Campeonato Paulista será retomado nesta quarta-feira (22). A Globo vai usar o retorno do Estadual para tentar recuperar assinantes no Premiere e "entregar" um bom número para o Campeonato Brasileiro, que volta no dia 8 de agosto. Jogos de São Paulo e Santos serão restritos ao pay-per-view, que perdeu mais de 400 mil clientes desde a paralisação do futebol nacional.

Todos os jogos serão transmitidos em algum veículo da empresa. O dérbi entre Corinthians e Palmeiras terá exibição na Globo e no SporTV a partir das 21h30 de quarta-feira. São Paulo x Red Bull Bragantino (quinta, 20h) e Santos x Santo André (quarta, 19h15) ficam no Premiere.

A Globo também tem planos para o SporTV. Cinco jogos do Paulistão envolvendo times menores serão mostradas no canal: Ponte Preta x Novorizontino, Inter de Limeira x Oeste, Botafogo x Guarani, Ituano x Ferroviária e Água Santa x Mirassol. Algumas dessas partidas irão ao ar na faixa da tarde, entre 15h e 16h15.

O horário vespertino é um pedido da própria Globo, que vai colocar as partidas entre programas no SporTV. Por causa do retorno do Paulistão, o canal vai voltar a produzir uma das edições do "SporTV News", apresentada por Janaína Xavier. Com isso, o "Seleção", de André Rizek, vai anteceder esses jogos.

Na visão da Globo, isso vai ajudar o SporTV a recuperar audiência. Durante a pandemia do coronavírus, o canal perdeu muitas posições na disputa de Ibope na TV paga, chegando ter a mesma audiência que Fox Sports e ESPN no mês de junho, algo até então inédito.

As transmissões seguirão o padrão estabelecido pela Globo enquanto a pandemia não é controlada. Jogos terão metade das câmeras que sua demanda pede. Ou seja, uma partida que normalmente seria feita com 14 câmeras passará a ter sete. A ordem é trabalhar com o menor número de profissionais possível em todos os compromissos.

Profissionais que estão no grupo de risco do Covid-19 não serão escalados. É o caso de Jota Júnior, por exemplo, um dos principais narradores paulistas do SporTV. Nomes "cariocas" serão usados nas transmissões, que serão feitas totalmente em estúdio, cumprindo protocolos rígidos de segurança.

As partidas terão apenas um repórter de campo para atender as transmissões - mesmo o dérbi entre Corinthians e Palmeiras, o principal jogo da rodada. Na quarta, a transmissão da Globo para São Paulo e parte da rede terá Cléber Machado e Caio Ribeiro dos estúdios em São Paulo, com participação de Casagrande diretamente de sua casa.

A Globo tem contrato com os clubes para a transmissão do Paulistão até o ano que vem. O valor do contrato é estimado em R$ 152 milhões por ano, o maior pago para um Estadual em todo o país. Após a rescisão com o Campeonato Carioca, alguns clubes do Paulista entendem que a Globo não vai ser tão generosa em uma possível renovação.