PUBLICIDADE
Topo

Membro do COI diz a jornal americano que Olimpíada será adiada

Anéis Olímpicos em Tóquio - Alessandro Di Ciommo/NurPhoto via Getty Images
Anéis Olímpicos em Tóquio Imagem: Alessandro Di Ciommo/NurPhoto via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

23/03/2020 14h43

Resumo da notícia

  • Em entrevista, Dick Pound, membro do COI, afirmou que a Olimpíada será adiada
  • COI já havia estipulado prazo de quatro semanas para tomar uma decisão
  • Entidade foi pressionada nos últimos dias por atletas, federações e comitês olímpicos
  • Tóquio, no Japão, vê o número de casos de coronavírus aumentar

Dick Pound, membro do COI (Comitê Olímpico Internacional), disse hoje ao USA Today que os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 serão adiados provavelmente para 2021. Os detalhes da mudança, que leva em consideração a pandemia do novo coronavírus, devem ser trabalhados nas próximas quatro semanas.

"Com base nas informações do COI, o adiamento foi decidido", disse Pound em entrevista por telefone ao jornal norte-americano. "Os parâmetros daqui para frente não foram determinados, mas os Jogos não começarão em 24 de julho, pelo que sei", completou.

Os comentários de Dick Pound vieram menos de 24 horas depois do pronunciamento de Thomas Bach, presidente do COI.

Ontem, em reunião extraordinária por videoconferência, o Conselho Executivo da entidade decidiu iniciar as discussões para que a próxima Olimpíada seja adiada e não comece na data prevista de 24 de julho. Com isso, o próprio COI se deu quatro semanas, pouco menos de um mês, para que a decisão final seja tomada.

"Isso acontecerá em etapas", afirmou Dick Pound, reforçando que a entidade anunciará os próximos passos em breve. "Adiaremos isso e começaremos a lidar com todas as ramificações de mudar isso, que são imensa", acrescentou.

No último final de semana, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) divulgou uma nota pedindo que os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 sejam adiados por causa da pandemia. Já o Comitê Olímpico do Canadá (COC) e o Comitê Paralímpico do Canadá (CPC), apoiados pelo governo canadense, decidiram que não enviarão seus atletas ao evento.

O Comitê Olímpico da Austrália (AOC) também se manifestou sobre as preocupações com o novo coronavírus. Na noite de ontem, um comunicado publicado pela entidade pede para os atletas se prepararem para competir apenas em 2021, um ano depois do previsto.

A cidade de Tóquio, no Japão, registrou 16 casos oficiais do novo coronavírus em um único dia. O número é o maior registrado até agora na capital japonesa, que já conta com 154 pessoas infectadas com a covid-19.

Esporte