PUBLICIDADE
Topo

Boris Johnson diz que organizadores deveriam pensar em cancelar Olimpíadas

Boris Johnson, premiê britânico, em entrevista coletiva sobre o coronavírus - Eddie Mulholland/AFP
Boris Johnson, premiê britânico, em entrevista coletiva sobre o coronavírus Imagem: Eddie Mulholland/AFP

Do UOL, em São Paulo

23/03/2020 11h57

O primeiro ministro britânico Boris Johnson disse hoje, por meio de seu porta-voz, que os organizadores deveriam "pensar em cancelar" as Olimpíadas de 2020 por causa da pandemia do novo coronavírus.

"Queremos que o Comitê Olímpico Internacional tome uma decisão definitiva em breve para trazer clareza a todos os envolvidos", disse o porta-voz aos jornalistas.

Ele expressou preocupação com a "incerteza significativa" que os atletas estão enfrentando agora, acrescentando que "sua saúde e segurança, juntamente com a de fãs e oficiais de esportes que trabalham nos Jogos, devem ser absolutamente fundamentais".

Ontem, o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, abandonou o discurso que fez até a semana passada e, pela primeira vez, tratou o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio como uma opção que precisa ser considerada.

"Eu quero receber as Olimpíadas e Paraolimpíadas completamente, como prova de que o mundo superou o vírus mas, neste momento, ele ainda afeta severamente a comunidade internacional. Mas, se for difícil fazer isso, temos de pensar primeiro nos atletas e tomar uma decisão sobre adiar ou não o evento", afirmou Abe.

A cidade de Tóquio registrou 16 casos oficiais do novo coronavírus em um único dia. O número é o maior registrado até agora na capital japonesa, que já conta com 154 pessoas infectadas com a covid-19.

Segundo informações do governo local, dois homens com mais de 70 anos estão entre os 16 diagnosticados e são considerados como casos graves.

Olimpíadas