PUBLICIDADE
Topo

Brasil vence favoritas chinesas na prorrogação e avança à semi no goalball

Seleção feminina de goalball está nas semifinais  - Ale Cabral/CPB
Seleção feminina de goalball está nas semifinais Imagem: Ale Cabral/CPB

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/09/2021 06h49

A seleção brasileira feminina de goalball conseguiu uma marcante vitória para se classificar às semifinais das Paralimpíadas de Tóquio. Nesta quarta-feira, pelas quartas de final, a equipe derrotou as favoritas chinesas por 1 a 0, graças a um gol de Carol na prorrogação. As brasileiras, assim, seguem em busca da medalha de ouro.

O triunfo sobre a China foi especial porque as asiáticas conquistaram a prata nas últimas três edições das Paralimpíadas, sendo que em 2016, no Rio, eliminou a seleção brasileira nas semifinais.

Além disso, havia avançado às quartas de final em primeiro lugar no seu grupo, com três vitórias e uma derrota. Já o Brasil fez uma campanha claudicante, com derrotas para Estados Unidos e Turquia, empate com o Japão e triunfo apenas na rodada final, diante do Egito. Mas a sua defesa brilhou contra a China, abrindo caminho para a passagem às semifinais.

"A gente conseguiu o objetivo de subir esse degrau. Agora é concentrar nessa semifinal para conseguir uma vaga para o Brasil", celebrou Carol em entrevista ao SporTV.

A equipe espera a definição do próximo adversário que sairá do confronto entre Rússia e Estados Unidos, que será disputado às 7h30 (horário de Brasília). É o mesmo horário do duelo pela semifinal do Brasil, nesta quinta. O outro jogo por uma vaga na decisão já está definido: Turquia x Japão.

O jogo

As duas seleções começaram explorando bastante o ataque, porém tiveram dificuldade em abrir o placar. Jessica variou bastante as jogadas e deu trabalho para as chinesas, com duas bolas que passaram muito perto do gol.

A defesa do Brasil, que atuou com Gaby, Carol e Jessica, foi muito consistente durante o primeiro tempo. Com muita concentração, as jogadoras não deixaram o ataque chinês balançar a rede. E o empate sem gols prevaleceu.

O segundo tempo começou com algumas chances de gol, mas as duas equipes continuaram defendendo com maestria. Jessica fez uma ótima partida e criou oportunidades de marcar. O jogo entre as duas equipes foi muito equilibrado, no tempo regulamentar, e a seleção brasileira fez sua melhor performance nas Paralimpíadas de Tóquio, lutando pela classificação. O empate sem gols perdurou nos dois tempos, e o duelo seguiu para a prorrogação.

Prorrogação

A prorrogação no goalball tem duração prevista de seis minutos, com dois tempos de três. Mas valendo a regra do gol de ouro: vence quem marcar primeiro. E ela foi aproveitada pela seleção brasileira.

Os três primeiros minutos terminaram sem gols. Na segunda etapa, após ser marcado uma penalidade que favorecia o Brasil, Carol marcou o gol da vitória, que colocou a seleção na semifinal, com muita emoção. Agora, então, a equipe segue em busca da sua primeira medalha paralímpica, sendo que em 2018 foi bronze no Mundial.