PUBLICIDADE
Topo

Talisson Glock é mais rápido na chegada e leva o bronze nos 100m livre S6

Talisson Glock conquista bronze nos 100m livre S6 - Ale Cabral/CPB
Talisson Glock conquista bronze nos 100m livre S6 Imagem: Ale Cabral/CPB

Do UOL, em São Paulo

01/09/2021 05h27

Talisson Glock conquistou mais uma medalha para o Brasil na natação nas Paralimpíadas de Tóquio. Ele levou o bronze na final masculina dos 100 metros livre da classe S6 (a sexta entre as 10 para deficientes funcionais).

Nesta quarta-feira, Talisson foi mais rápido do que o chinês Hongguang Jia na chegada para ficar com a medalha de bronze. O brasileiro terminou com o tempo 1min05s45, contra 1min05s55 do adversário.

Na virada dos 50m, Talisson estava em quarto lugar, enquanto Jia era o primeiro, mas logo caiu para terceiro. Na metade final da prova, conseguiu bater antes que o chinês para assegurar a sua medalha.

O ouro ficou com o italiano Antonio Fantin, com 1min03s71, novo recorde mundial da prova. Já a prata acabou com o colombiano Nelson Crispin Corzo (1min04s82).

A medalha conquistada nesta quarta-feira é a primeira individual de Talisson nesta edição das Paralimpíadas, mas o seu segundo bronze em Tóquio, pois ele fez parte da equipe brasileira que ficou em terceiro lugar no revezamento 4x50 metros misto até 20 pontos. Também ficou em sexto lugar nos 200 metros medley SM6 e em quarto no revezamento 4×100 m livre 34 pontos

O catarinense de Joinville, de 26 anos, ainda está inscrito para participar de duas provas em Tóquio: 400m livre e 100m costas, ambas na classe S6, na quinta e sexta-feira, respectivamente. Vai, assim, tentar ampliar a sua coleção de medalhas paralímpicas, sendo que no Rio-2016 foi prata no revezamento 4×50 metros livre 20 pontos e bronze nos 200m medley SM6.

"Gostei muito, cheguei tendo 1min07 com meu melhor tempo. Venho treinando para os 400m, mas ainda assim nadei bem, queria fazer 1mins04. Não deu, mas nadei três vezes abaixo do meu melhor tempo aqui", disse, em entrevista ao SporTV.

Com a disputa da final da classe S6, se encerram as provas masculinas dos 100m livre em Tóquio. O Brasil também foi ao pódio na classe S5 (intermediária entre as 10 para deficientes funcionais), com outro terceiro lugar, de Daniel Dias. E, coincidentemente, o vencedor também foi um italiano: Francesco Bocciardo.

Com o terceiro lugar de Talisson, o Brasil já soma 45 medalhas conquistadas em Tóquio, sendo 14 de ouro, 11 de prata e 20 de bronze. Na natação, são cinco ouros, quatro pratas e nove bronzes.