PUBLICIDADE
Topo

"Essa medalha tem um pouco do Chorão", diz Kelvin sobre prata em Tóquio

Kelvin Hoefler, medalha de prata no skate street em Tóquio-2020 - Jonne Roriz/Jonne Roriz/COB
Kelvin Hoefler, medalha de prata no skate street em Tóquio-2020 Imagem: Jonne Roriz/Jonne Roriz/COB

Marcello De Vico

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

11/08/2021 04h00

Kelvin Hoefler, de 28 anos, ainda era criança quando conheceu Chorão, ex-vocalista do Charlie Brown Jr. e que, assim como ele, cresceu nas pistas de skate do litoral paulista. O medalhista de prata em Tóquio nasceu no Guarujá, cidade vizinha a Santos, e foi por essas bandas que deu seus primeiros passos no esporte que o apresentou para o mundo.

Em Santos, mais especificamente na Praça Palmares, Kelvin Hoefler passou a conhecer melhor aquele que até hoje é visto como "patrimônio histórico" da Baixada Santista, tanto pela carreira no Charlie Brown como por ser uma referência incontestável na nova modalidade olímpica.

Nascido em 1970, 23 anos mais cedo que Kelvin, Chorão gostou do que viu nas manobras radicais do então menino do Guarujá e passou a convidá-lo para a sua pista particular em Santos, a Chorão Park Skate.

"A relação com o Chorão foi breve... Eu era muito pequeno, e ele já era mais velho. Mas andei bastante de skate com ele, na Praça Palmares, e ele me convidava para ir na pista dele", disse Kelvin em entrevista exclusiva ao UOL Esporte.

Chorão serviu de inspiração para Kelvin, a ponto de o medalhista brasileiro apontá-lo como peça-chave para o seu desenvolvimento no skate.

"Então essa medalha, com certeza, tem um pouco dele, sim, porque isso fez parte da minha evolução. Ele me ajudou bastante na prática, no treinamento do dia a dia...", recordou.

Imagem da pista "Chorão Skate Park" - Divulgação - Divulgação
"Chorão Skate Park", pista onde Kelvin costumava andar em Santos
Imagem: Divulgação

Kelvin, inclusive, está de passagem pelo litoral paulista para ver os pais e comemorar com eles a medalha conquistada em Tóquio. "Estamos combinando de fazer um churrasco", brincou. "Eu estou felizão, né? Imagina eles, que fizeram de tudo para a minha carreira", acrescentou.

A próxima competição de Kelvin já tem data marcada: dia 27 de agosto, no primeiro evento do Mundial, o Street League Skateboarding, em Salt Lake City, em Utah, nos Estados Unidos.

"Minha vida está uma doideira. A gente está fazendo muitas coisas, muitos projetos, até no Guarujá, para tentar movimentar a cena do skate. E muito treino. Desde quando cheguei já voltei a treinar no dia seguinte, e estou treinando todos os dias", completou.