PUBLICIDADE
Topo

Hebert Conceição garante medalha no boxe e avisa: "Agora vamos mudar a cor"

Hebert Conceição durante luta com Tanglatihan Tuoheta Erbieke nas Olimpíadas de Tóquio - Luis Robayo/Reuters
Hebert Conceição durante luta com Tanglatihan Tuoheta Erbieke nas Olimpíadas de Tóquio Imagem: Luis Robayo/Reuters

Felipe Pereira

Do UOL, em Tóquio

01/08/2021 07h04

O boxeador Hebert Conceição venceu o cazaque Abilkhan Amankul e avançou para a semifinal dos pesos médios (até 75kg) — garantindo ao menos uma medalha de bronze para o Brasil. Após seu triunfo, o atleta baiano afirmou que seu objetivo é 'mudar a cor' da medalha.

"Eu fico feliz de representar uma nação, tenho o carinho de representar o meu estado [Bahia], lutei com a energia do Brasil inteiro, eles acordaram e mandaram energia positiva. Minha equipe técnica está aqui e tenho certeza que meus companheiros de treinos estão comemorando muito. Agora vamos atrás de mudar a cor da medalha", afirmou ao SporTV.

Hebert ressaltou que garantir uma medalha para o Brasil é um grande alívio, mas avisou que ainda tem mais coisa boa vindo pela frente.

"Não tenho muito o que falar, só agradecer a todas as pessoas que fazem parte desse primeiro passo, a conquista da medalha. Ainda não acabou, mas já é um grande alívio. Queria agradecer a todo torcida brasileira que acordou cedo em pleno domingo. Estar representando o meu país, as pessoas que acreditam em mim. Agora é desfrutar esse momento, mas com calma porque tem mais pela frente", completou.

Na semifinal, o brasileiro encara o russo Gleb Sergejewitsch Bakshi, na quinta-feira (5), às 3h18 (de Brasília). É uma revanche para Herbert — em 2019, ele perdeu para Gleb Bakshi na semifinal do Mundial de Boxe da Aiba (Associação Internacional de Boxe) e acabou ficando com a medalha de bronze na ocasião.