PUBLICIDADE
Topo

Dressel supera recorde olímpico que era de Cielo nos 50m livre

César Cielo fez história nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008 - Adam Pretty/Getty Images
César Cielo fez história nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008 Imagem: Adam Pretty/Getty Images

Beatriz Cesarini

Do UOL, em Tóquio (Japão)

31/07/2021 22h35

Um dia marcante para a natação. Dono dos recordes mundial e olímpico, o ex-nadador brasileiro Cesar Cielo viu uma de suas marcas serem quebradas na noite deste sábado (31), na final da prova dos 50m livre das Olimpíadas de Tóquio. O recorde olímpico ficou com o norte-americano Caeleb Dressel, que fez a marca de 21s07. A marca anterior, 21s30, durava desde os Jogos de Pequim-2008.

Em 18 de dezembro de 2009, Cielo fez 20s91 durante o Campeonato Brasileiro Sênior de Natação, disputado em São Paulo, quebrando, naquele dia, o recorde mundial de 20s94, então pertencente ao francês Frederick Bousquet.

No ano anterior, nos Jogos de Pequim, ele já havia conseguido quebrar recorde olímpico, com 21s30. O feito aconteceu em 16 de agosto daquele ano e foi a primeira medalha de ouro do Brasil na competição. Curiosamente, esta é a data de aniversário do novo dono do recorde. Dressel, naquele dia, completava 12 anos de vida.

Fratus é bronze!

Na prova deste sábado, o também brasileiro Bruno Fratus, de 32 anos, marcou seu nome na história e terminou a prova na terceira colocação e, com isso, garantiu sua primeira medalha olímpica. O nadador do Minas Tênis Clube alcançou o feito batalhado há quase uma década e finalmente pôde sentir o gostinho.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado, o recorde foi batido na final dos 50m livre. O erro já foi corrigido.