PUBLICIDADE
Topo

Brasil perde para a Espanha e dificulta suas chances de ir às quartas

Gustavo Rodrigues, do Brasil, em ação na partida contra a Espanha nas Olimpíadas - REUTERS/Gonzalo Fuentes
Gustavo Rodrigues, do Brasil, em ação na partida contra a Espanha nas Olimpíadas Imagem: REUTERS/Gonzalo Fuentes

Demétrio Vecchioli

do UOL, em Tóquio

28/07/2021 08h59

A seleção brasileira masculina de handebol somou sua terceira derrota nas Olimpíadas de Tóquio. O time perdeu para a seleção da Espanha por 32 a 25 em jogo realizado na manhã desta quarta-feira, 27.

Com esse resultado, o Brasil se mantém na quinta posição do Grupo A e fica com poucas chances de conseguir se classificar para as quartas de final. Por outro lado, a Espanha está 100% e já garantiu sua vaga no mata-mata.

O próximo compromisso da seleção nos Jogos está marcado para quinta-feira, 29, às 21h (de Brasília), contra a Argentina.

Os primeiros cinco minutos de partida começaram muito disputados, com gols intercalados para os dois lados. Aos quatro, o Brasil converteu um sete metros, o que vinha sendo um problema para a seleção nas últimas partidas.

Após isso, a seleção brasileira conseguiu abrir quatro gols de vantagem - 7 a 3 - e havia convertido 100% de seus ataques.

Nos últimos minutos da primeira etapa, a Espanha aproveitou os erros do Brasil e virou o jogo. A partida foi para o intervalo 18 a 16 para a seleção espanhola.

Na segunda etapa, a Espanha conseguiu se manter à frente no placar. A seleção brasileira conseguiu construir bons ataques, mas a ótima atuação do goleiro espanhol, Gonzalo Vargas, e erros nas finalizações impediram que o Brasil diminuísse a diferença.

"Fizemos um jogo muito bom no primeiro tempo. No segundo, cometemos erros no ataque, com perdas de bola. Contra uma seleção como a Espanha, fica impossível. Eles aproveitaram muito isso, abriram vantagem. Tentamos fazer uma defesa 4-2 que não é nossa especialidade e eles aproveitaram ainda mais. Tentamos surpreender, mas fomos surpreendidos. Então, agora é pensar no próximo jogo contra a Argentina, um rival que conhecemos de muitos campeonatos. Temos que fazer o máximo pra conseguir a primeira vitória nos Jogos Olímpicos e lutar pela classificação contra a Alemanha", comentou Felipe Borges, jogador da seleção brasileira.

No final do jogo a vantagem espanhola ficou ainda maior e o Brasil não conseguiu se impor para uma das equipes favoritas ao ouro.