PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Influenciadora digital Laylä Föz explica por que prefere atividades físicas ao ar livre a academias fechadas: 'Deixa de ser obrigação e vira prazer'

24/10/2021 10h20


Especialistas em saúde são unânimes ao apontar a atividade física como um dos fatores fundamentais para uma vida saudável. Vale destacar que atividade física não necessariamente é o exercício físico, embora ambos sejam recomendados. Enquanto atividade é qualquer movimento do corpo, como levantar do sofá para pegar o controle da televisão, por exemplo; exercício é todo movimento coordenado e repetido em busca de algum objetivo, seja ele fortalecer a musculatura ou treinar alguma técnica.

Ou seja, mesmo passando longe de uma academia, é possível manter o corpo ativo, a vida saudável e a mente sã. Com mais de 170 mil seguidores no Instagram, a influenciadora digital Laylä Föz, por exemplo, é daquelas que faz da natureza a sua própria academia.

"Com certeza prefiro fazer qualquer atividade física ao ar livre. Deixa de ser obrigação e vira prazer, autocuidado (contato com a natureza para mim é autocuidado)", frisa. "Quando me mudei para o Havaí e passei a viver muito mais ao ar livre comecei a ter mais vontade de cuidar da minha saúde para aproveitar melhor a vida."

Mesmo viajando pelo Brasil e o mundo regularmente, sempre compartilhando suas experiências com seus seguidores nas redes sociais, Laylä Föz não deixa de estar sempre ativa, seja correndo, surfando, jogando tênis ou fazendo yoga.

"A diferença de só praticar exercícios e ter um estilo de vida ativo, para mim, está nos benefícios que vão além da saúde física. Minha saúde mental é beneficiada, minha vida emocional fica bem mais fácil de lidar. Os programas do meu dia a dia, mesmo quando viajo, são ativos e de muito contato com a natureza, por tabela, e até as pessoas que conheço têm conhecimentos sobre esse estilo de vida que me agregam bastante", destaca.

Apesar da importante contribuição das atividades físicas para a qualidade de vida, existe aquela velha máxima: a saúde começa pela boca. Portanto, é preciso, também, se alimentar de forma saudável. Laylä optou pelo veganismo.

"Comecei minha jornada no vegetarianismo há quatro anos por questões ambientais, e aos poucos fui perdendo o tesão em produtos de origem animal, reduzindo. Nesse processo, notei a gigante transformação do meu corpo, que melhorou em todos os sentidos, me deu mais disposição e me fez virar uma nova pessoa", explica.

Futebol