PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Marinho defende Holan e diz que Peixe precisa pontuar contra o Boca

20/04/2021 22h10


O Santos perdeu por 2 a 0 para o Barcelona, do Equador, na noite desta terça-feira, na Vila Belmiro. A partida marcou a estreia das duas equipes na fase de grupos da Libertadores.

Eleito Rei da América na temporada passada, Marinho falou após o jogo. O atacante logo saiu em defesa do treinador Ariel Holan por mais uma apresentação ruim da equipe.

"Estamos em um grupo qualificado e enfrentamos uma equipe bem montada. Fomos muito abaixo, não fizemos o que o professor pediu. Normalmente a culpa vai para o treinador, mas nós deixamos sair da nossa mão o que ele pediu, não trabalhamos isso", comentou Marinho, que na sequência já comentou sobre o Boca Juniors, próximo adversário do Peixe na competição.

"Agora não dá para lamentar muito, vamos ter um jogo fora de casa contra o Boca Juniors e precisamos somar. Não fizemos o dever de casa e agora temos que trabalhar, corrigir os erros e fazer o que professor pedir".

Santos e Boca Juniors se enfrentam na próxima terça-feira, dia 27, em La Bombonera. Mas antes disso o Peixe terá dois compromissos pelo Paulistão: contra o Novorizontino, sexta, em Novo Horizonte; e domingo o clássico contra o Corinthians, na Vila Belmiro.

"A gente não tem muito tempo para trabalhar, é jogo atrás de jogo. E o professor não tem muito tempo para botar o time para treinar. Temos que jogar, e é isso. Estamos vestindo a camisa do Santos, temos que dar um pouco mais", finalizou Marinho.

Futebol